'Preço do Bitcoin pode ficar entre US$ 6.400 e US$ 9.900, mas não chegará em US$ 10.000', aponta especialista brasileiro

O Bitcoin viverá momentos de alta volatilidade, podem ver se preço variar mais de 21%, no entanto, a principal criptomoeda do mercado não deve retornar tão cedo a marca de US$ 10 mil aponta um relatório da empresa brasileira de comercialização de criptomoedas, Nox Bitcoin.

"Olhando preços é possível constatar uma queda de 2,40%. O mercado ainda tenta raciocinar de forma a entender melhor o momento em que estamos inseridos. Houve uma tentativa de superar os US$ 8,000, mas os preços encontraram uma forte resistência em US$ 8,500. Olhando o gráfico abaixo é notável o desânimo, o que também é refletido na queda dos volumes de negociação. De acordo com o índice de volatilidade implícita da LedgerX, o mercado espera uma volatilidade de 21,09% para o próximo mês. Diante disso, o preço pode ficar em uma região entre US$ 6,452.63 e US$ 9,903.37 para próximo mês", destacou o relatório.

Ainda segundo o relatório, que traz algumas das principais notícias do mercado internacional e que podem impactar o preço do BTC, a Nox argumenta que nas últimas duas semanas, os indicadores de proporção de Call/Put, preço da compra de Put e Funding Rate "nos forneceram um excelente meio de detectar com antecedência e entender melhor essa correção de mais de 20% no preço do Bitcoin"

"Esse é um momento de consolidação, que geralmente é marcado por indecisão dos investidores. A mudança mais significativa foi a Funding Rate, que é um indicador importante, ficando declaradamente negativa (...) Pela visão macro, o Bitcoin ainda tem tido um ótimo ano. Ele é o melhor ativo do ano em termos de retorno. Já acumula uma alta de 118,56% desde o começo de 2019. Observando a alta de 161,50% no segundo trimestre, é normal que venha uma correção de preço. A única vez que o mercado não corrigiu depois de uma grande subida de preços foi em 2017, naquele bull-market que durou o ano inteiro", frisou.

A Nox destaca também que é importante não 'olhar para o curto prazo' e que é preciso entender que a infraestrutura do 'negócio' de Bitcoin está sendo construída, portanto, é necessário mais amadurecimento, mas a tendência de longo prazo permanece sempre positiva.

"O mercado ainda recolhe os cacos da semana passada. Apesar da melhoria de infraestrutura do mercado com a CME e a chegada da Bakkt, parece que a visão de curto prazo pode parecer desfavorável. No entanto, é preciso se distanciar para ver o todo o retrato. Estamos criando uma infraestrutura que pode gerar demanda para produtos de Bitcoin em bolsas de valores e investidores institucionais. (...) Olhando a longo prazo, a leitura para o Bitcoin é muito melhor do que a que tínhamos no ano passado. Não é mais SE o Bitcoin será adotado por grandes instituições, mas a questão se tornou: QUANDO isso vai acontecer.", finaliza.

Como noticiou o Cointelegraph, segundo nosso analista gráfico, Rakesh Upadhyay, o par BTC / USD encontrou suporte próximo ao suporte crítico de US$ 7.337,78, que é o retrocesso de 61,8% do rally dos mínimos anuais de US$ 3.236,09. Embora profunda, um retração de 61,8% em Fibonacci não interrompe a tendência de alta. Portanto, enquanto o preço permanecer acima desse nível, a possibilidade de retomada da tendência de alta permanece.

"O primeiro sinal de força será se os bulls empurrarem o preço acima da bandeira descendente e da EMA de 20 dias. Isso indicará que os bulls estão usando níveis mais baixos para comprar. Acima disso, é provável que a próxima resistência seja na SMA de 50 dias e acima dela na linha de tendência de baixa. Qualquer um desses níveis pode atuar como um obstáculo para a alta, mas se os bulls puderem empurrar o preço acima da linha de tendência de baixa, é provável que haja uma retomada da tendência de alta." disse.

No entanto, segundo Upadhyay, por outro lado, se os bears afundarem o par abaixo de US$ 7.337,78, é provável que desencadeie várias perdas. O próximo suporte no lado negativo é de US$ 6.933,90 e abaixo dos US$ 5.533,90, que é a retração de 78,60% em Fibonacci do rally.