Lightning Network do Bitcoin funciona na sidechain da Liquid, confirma Blockstream

Os usuários do Bitcoin (BTC) podem agora aproveitar a Lightning Network enquanto enviam moedas na sidechain Liquid da Blockstream.

Lightning Network da Bitcoin é projetada para funcionar em várias cadeias

Após a estreia do suporte à stablecoin Tether (USDT) na Liquid, o CEO da Blockstream, Adam Back, confirmou no Twitter que a tecnologia também pode suportar pagamentos na Lightning.

Usar uma combinação de Lightning e Liquid permite que os usuários se beneficiem da velocidade e do baixo custo das transferências fora da cadeia, junto com as vantagens específicas da própria Liquid.

"Isso não é tão amplamente conhecido, mas o protocolo Lightning é projetado para funcionar em várias cadeias", escreveu Back em 30 de julho. Ele acrescentou:

“A demo era para L-BTC, mas poderia ser para BTC em um canal e para L-BTC em outro, além de encaminhar outros ativos da liquid. ”

O Tether chega à Lightning Network

Como o Cointelegraph relatou, o anúncio da Tether teve uma recepção calorosa, já que o suporte à sidechain significa que ele pode suportar cargas mais pesadas mais rapidamente do que sua tecnologia inerente Omni Layer.

A Liquid introduz versões sidechain de tokens suportados - por exemplo, de L-BTC para Bitcoin e de L-USDT para Tether - que podem ser trocados por tokens da mainnet de valor equivalente a qualquer momento que um usuário escolher.

Na segunda-feira, Back observou que o L-USDT atualmente era negociável apenas na Bitfinex, a exchange que compartilha seu CEO com a entidade emissora do Tether, mas que mais opções se seguiriam em um momento não especificado.

"Dado o caso de uso do Tether (USDT) que o torna um bom ajuste para swaps in-chain, transferência rápida de câmbio para arbitragem, usuário a frio para cambiar negociáveis", explicou ele sobre o ímpeto por trás do movimento.