Bitcoin perdeu a força e pode cair abaixo para US$ 7 mil, prevê trader

O preço do Bitcoin apresentou uma alta importante na semana passada saindo de US$ 9.600 chegando a ser negociado em US$ 10.700, entretanto o BTC não conseguiu superar os US$ 11 mil e analistas acreditam que isso demonstra uma fraqueza que pode ser fundamental para jogar a principal criptomoeda do mercado em uma nova queda.

Nas últimas semanas, o bitcoin tem lutado para ficar acima de US $ 10.000 mostrando que sua força para chegar novamente ao patamar de US $ 13.880 (a maior cotação do ano) está diminuindo levando o trader e especialista em análise gráfica Todd Butterfield  declarar que o Bitcoin provavelmente cairá nesta ou nas próximas semanas.

"Desde aquela época (quando o BTC ficou acima de US$ 13 mil), você pode ver que negociamos basicamente lateralmente, com a volatilidade e o volume diminuindo. Isso é reacumulação se preparando para o próximo avanço para os máximos de todos os tempos, mas significa uma queda no curto prazo", declarou.

Dentro deste padrão de negociação lateral e baixa volatilidade o especialista do Cointelegraph, Rakesh Upadhyay, declara que o preço a ser observado é US$ 9.080, indicando que se o BTC, apesar da queda conseguir se sustentar acima deste nível a probalidade de crescimento é alta, no entanto, uma queda abaixo deste valor, pode jogar a criptomoeda para a zona de US$ 7 mil, diminuindo a espectativa de uma nova alta em 2019.

"Nossa visão otimista será invalidada se o preço reverter a direção dos níveis atuais ou a linha de tendência de baixa do triângulo e cair abaixo de US$ 9.080. Essa medida prejudicará o sentimento e poderá resultar em uma queda da zona de suporte de US$ 7.451,63 a US$ 7.337,78. Uma quebra dessa zona reduzirá a probabilidade de uma nova alta em 2019"

Como noticiou o Cointelegraph, a taxa de hash da rede Bitcoin, uma importante métrica que pode impactar nos preços do BTC atingiu um novo recorde, chegando a 100 quintilhões.