Bitcoin de graça: Para compensar atraso nos saques Atlas dá 25% de bônus para usuários

A Atlas Quantum anunciou uma medida para compensar os clientes da plataforma que pediram saque de seus Bitcoins recentemente por conta das notícias envolvendo a empresa e a Comissão de Valores Mobiliários do Brasil (CVM), conforme um comunicado compartilhado em 22 de agosto com o Cointelegraph.

Segundo o comunicado, os clientes que pediram saque na plaforma e tiveram atraso na sua solicitação devem receber uma bonificação de 25% mais a rentabilidade da plataforma observada no período.

"O Atlas Quantum lamenta eventuais dificuldades encontradas por seus clientes e informa que, devido a questões técnicas pontuais, os saques na plataforma da empresa tiveram - por período temporário - aumento no prazo para serem efetivados. Devido a esse procedimento, e a fim de reiterar a transparência e o compromisso na relação com seus clientes, todos os usuários cujos saques tiverem atraso além do D+1 (24 horas) terão os rendimentos dos dias de atraso creditados com um bônus de 25%."

Desta forma, conforme explicou a Assessoria, caso o cliente tenha 1 BTC aplicado na plataforma e o rendimento somado dos dias atrasados seja de 1%, será creditado 1,25% sobre o valor total, nesse caso o cliente receberá na wallet indicada no momento do saque 1,0125 BTC.

A empresa destacou ainda  que vem aprimorando seus sistemas e processos, para atender seus clientes "e reforça seu compromisso de oferecer um serviço que atenda integralmente as demandas de seus clientes e possa contribuir para democratizar a geração de patrimônio por meio do fortalecimento do mercado de criptomoedas"

Como reportou o Cointelegraph, a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) do Brasil publicou, do dia 13 de agosto, um comunicado no qual suspendeu a atuação da Atlas Quantum, uma das maiores empresas de criptomoedas do Brasil e da América Latina.

Intitulado "oferta irregular de contratos de investimento coletivo (CIC)", o documento afirma que a empresa "não está autorizada a ofertar títulos ou contratos de investimento cuja remuneração estaria atrelada ao resultado dos esforços das empresas na negociação de criptoativos por meio do algorítmo intitulado 'Quantum'".

A Atlas afirmou em nota oficial sobre o caso que cumprirá a determinação da CVM, interromperá a publicidade de seus serviços, mas continuará a operar e atender seus clientes normalmente, com distribuição de rendimentos, saques e depósitos funcionando como de costume.

A empresa enfatiza também que buscará meios para reverter a decisão e ajudar a construir ambiente regulatório saudável aos investidores de criptomoedas no Brasil.