Agora já são mais de 6.000 caixas eletrônicos Bitcoin em todo o mundo, um novo recorde

O número de caixas eletrônicos Bitcoin (BTC) instalados em todo o mundo agora quebrou um novo recorde, ultrapassando os 6.000.

O recurso on-line CoinATMRadar mostra que atualmente existem 6.004 máquinas instaladas em todo o mundo, mais de 65% delas nos Estados Unidos.

Os Estados Unidos superam outros países em número de caixas eletrônicos Bitcoin

Além disso, 108 máquinas foram instaladas neste mês e os dados também mostram que o número médio diário de caixas eletrônicos Bitcoin instalados é de 11 - o ritmo mais rápido deste ano.

Mais de três quartos das máquinas instaladas em todo o mundo estão na América do Norte, quase 20% na Europa e apenas 2% na Ásia. Os EUA abrigam 3.924 caixas eletrônicos, o Canadá possui 653, enquanto os próximos países entre os quatro primeiros são o Reino Unido e a Áustria, com 272 e 189, respectivamente.

Growth of Bitcoin ATM Installations Worldwide

Crescimento da instalação de caixas eletrônicos Bitcoin ao redor do mundo | Fonte: CoinATMRadar.com

Mil novas máquinas instaladas desde junho

O número total em todo o mundo aumentou em cerca de 1.000 desde junho, mostrando que o setor está tendo um crescimento significativo. Os caixas eletrônicos Bitcoin, às vezes chamados de BTMs, permitem que os usuários comprem BTC, enquanto mais de 35% das máquinas também possuem recursos bidirecionais, permitindo vender cripto por dinheiro.

Em meados de outubro, uma dessas máquinas foi instalada pela empresa de BTMs Bitstop no Aeroporto Internacional de Miami. O cofundador e diretor de estratégia da empresa, Doug Carillo, afirmou que explicou que o Bitcoin é útil para os viajantes:

“Mais e mais pessoas preferem viajar com Bitcoin em vez de dinheiro por conveniência e segurança. O Aeroporto Internacional de Miami é o local perfeito para nossos clientes trocarem seus dólares convenientemente por Bitcoin e vice-versa quando viajam pelo país ou para exterior.”

Ainda assim, nem todo mundo parece feliz com o crescimento da popularidade dos caixas eletrônicos Bitcoin, principalmente nos Estados Unidos.

Como o Cointelegraph relatou neste sábado, o chefe de investigação criminal do Serviço de Receita Federal dos EUA, John Fort, disse que o regulador está cauteloso com os possíveis problemas tributários causados ​​pelos caixas eletrônicos e quiosques de Bitcoin.

"Eles são obrigados a cumprir os mesmos regulamentos do tipo “Conheça seu Cliente” e de combate à lavagem de dinheiro, e acreditamos que alguns deles têm níveis variados de adesão a esses regulamentos", disse Fort.