Bank of America congela conta de ex-CFO do PayPal e perginta que não quer calar é: Ele comprou Bitcoin?

Os figurões do Bitcoin (BTC) podem ganhar um novo e improvável convertido depois que o ex-diretor financeiro do PayPal parecer ter perdido abruptamente acesso ao sistema bancário.

Em um debate no Twitter em 18 de novembro, Roelof Botha revelou que o Bank of America (BoA) havia decidido encerrar sua conta. O motivo não foi mencionado na correspondência do banco.

“Absolutamente nenhuma explicação”

Ao carregar uma captura de tela editada de uma carta que ele recebeu sobre o encerramento, Botha resumiu:

“Depois de 20 anos no @BankofAmerica, recebi hoje este aviso de que eles decidiram me desligar como cliente! Sem absolutamente nenhuma explicação.”

O evento adiciona uma ironia que não passou despercebida entre os comentaristas de criptomoedas do Twitter. Como o Cointelegraph relatou, o PayPal também é conhecido por seu fechamento de conta aparentemente arbitrário e congelamento de fundos de usuários.

Na semana passada, a empresa parou de atender o site de entretenimento adulto Pornhub, resultando em 100.000 modelos do serviço não conseguindo de receber seus ganhos.

Ex-executivo do PayPal pediu para comprar BTC

Então, como agora, a atenção está focada na capacidade de entidades centralizadas confiáveis ​​de controlar o dinheiro de outras pessoas. Com o Bitcoin, é impossível que terceiros cortem o acesso, a menos que um usuário opte por usar uma carteira na qual ele não controla as chaves privadas.

Um esforço dedicado, o Prova de Chaves (Proof of Keys), continua instando os detentores de Bitcoin existentes a não armazenar moedas em exchanges ou usar hospedagem de terceiros.

“Você comprou Bitcoin?”, respondeu perguntando a Botha o empresário e CEO da Civic, Vinny Lingham. Outros nomes conhecidos da indústria se seguiram, com o capitalista de risco Adam Draper da mesma forma dizendo para ele comprar a criptomoeda.

"É como se eles estivessem tentando promover o Bitcoin", acrescentou o popular trader do Twitter Rhythm.

O próprio BoA já tinha uma má reputação em relação à tolerância às criptomoedas. Anteriormente, o credor proibiu seus clientes de usar seus cartões para comprar Bitcoin, mostrando mais recentemente uma afinidade pelas ofertas de blockchain da Ripple.