Banco Central de Bahamas anuncia principais provedores de tecnologia para o próximo piloto de moeda digital

O Banco Central de Bahamas anunciou seus principais colaboradores para o desenvolvimento de um sistema de moeda fiat digial no país insular, de acordo com documento oficial publicado em primeiro de março.

Chamada “Project Sand Dollar,” a nova iniciativa pretende oferecer acesso igualirário para o ramo de pagamento digital, reduzindo transações em dinheiro e custos de serviço de entrega. O projeto piloto também busca melhorar a eficiência operacional e o padrão de inclusão financeiras em comunidades por toda Bahamas.

Para implementar o projeto, o Banco Central de Bahamas cooperaria com o provedor de transações NZIA.io — “juntamente com o conhecimento coletivo e expertise da IBM” — e a Zynesis, empresa de desenvolvimento de softwares baseada em Cingapura que ofertaria soluções em blockchain. O banco das Bahamas declarou que irá começar conversas em breve com a NZIA para acordar os termos finais e fazer o escopo da colaboração.

No anúncio, o banco dentral das Bahamas também diz que a moeda fiat digital irá atender a regulação logal, incluindo o esboço regulatório da Lei do Banco Central de Bahamas, de 2019. A estrutura regulatória está pronta para incluir políticas contra lavagem de dinheiro e financiamento terrorista, assim como especificações para garantir o status complementar da moeda digital como tradicionalmente adotado pelo sistema bancário.

O Banco Central das Bahamas já havia revelado planos para lançar sua primeira moeda digital estatal em junho de 2018. Na épica, um deputado, primeiro ministro e ministro das finanças de Bahamas disseram a moeda digital de Bahamas será importante para muitas ilhas, já que muitos bancos comerciais diminuíram atividades e deixaram comunidades sem serviços bancários.