Escritório de Impostos da Austrália informa sobre golpistas coletando Bitcoin em seu nome

O Escritório de Impostos da Austrália (ATO) emitiu recentemente um aviso sobre um novo tipo de golpe que reivindica uma dívida fiscal falsa em nome da ATO e solicita um pagamento de impostos em Bitcoin (BTC) e outras criptomoedas numa divulgação pública atualizada em 14 de março.

No aviso, a Comissária Assistente do ATO, Kath Anderson, declarou que o novo tipo de fraude apareceu pela primeira vez em 2017. Os impostores do ATO alegaram aceitar novos métodos de pagamento de impostos, como a moeda digital.

De acordo com Anderson, os golpistas conseguiram obter mais de $ 50.000 em BTC como um "pagamento de impostos" em 2017. Anderson enfatizou o fato de que é impossível recuperar os fundos de criptomoedas perdidos para golpistas, destacando sua natureza geralmente anônima:

"Os golpistas estão sempre ajustando seus métodos para maximizar suas chances de penetrar no seu bolso. Infelizmente, era inevitável que os golpistas visassem às criptomoedas levando em consideração a popularidade atual e o anonimato".

No entanto, comparado com outros golpes com dívidas fiscais falsas, a quantidade perdida em Bitcoin é consideravelmente baixa. O ATO relata que no geral os fundos perdidos em 2017 totalizaram cerca de $ 2,4 milhões, com mais de 80,000 relatórios recebidos pela agência. O ATO concluiu seu aviso com dicas para o público sobre como evitar golpes similares.

Em outras fraudes relacionadas com criptomoedas, os impostores recentemente começaram a usar o Twitter para roubar os fundos, fingindo de pessoas famosas, como o bilionário Elon Musk e o criador de Litecoin, Charlie Lee, e anunciando brindes falsos.

Em 2 de março, o ATO anunciou que planeja rastrear aqueles que não pagam impostos sobre suas transações de criptomoedas este ano. Em maio de 2017, o governo australiano confirmou que vai tratar o Bitcoin "como o dinheiro" e que não será mais sujeito a dupla tributação.