Agência tributária australiana vai atrás de negociantes cripto para reunir dados de exchanges

A agência tributária da Austrália, Australian Tax Office (ATO), vai procurar contactar negociantes de criptomoedas sobre problemas tributários como parte de um novo plano de coleta de dados, autoridades confirmaram em declaração em 30 de abril.

A ATO, que está trabalhando conjuntamente com a Australian Securities and Investment Commission (ASIC) e o Australian Transaction Reports and Analysis Centre (AUSTRAC), diz que vai requerer informações de operações de exchanges cripto locais.

Os dados serão usados para contactar os negociantes envolvidos, que receberão no mínimo 28 dias para explicar suas operações que sejam aplicadas à declaração de renda sobre ganhos de capital.

“A ATO também está trabalhando em iniciativa conjunta como parte da Joint Chiefs of Global Tax Enforcement (J5), com objetivo de investigar evasão fiscal e lavagem de dinheiro relacionados a criptomoedas", o comissário da ATO Will Day comentou na declaração.

A medida faz parte do esforço contínuo de autoridades australianas para manter a indústria nacional de criptomoedas sob controle.

Como o Cointelegraph já publicou, políticas fiscais polêmicas tomaram várias formas nos últimos anos, com o ASIC dando pistas de que aumentaria o controle sobre exchanges novamente em setembro de 2018.

De acordo com Day, porém, os maiores esforços são para apoiar negociantes e buscam ajudá-los a cumprir suas obrigações fiscais.

“Queremos ajudar os contribuintes a fazer a coisa certa e garantir que estão pagando o valor correto do imposto ”, acrescentou.

A ATO parece ter manter apenas números imprecisos sobre o número de operadores ativos sob sua jurisdição, o número situado entre 500.000 e 1 milhão.

No último mês, o AUSTRAC fechou duas exchanges como de plano de repressão ao tráfico de drogas.