Governo australiano faz parceria com especialistas da IBM e jurídicos para criar uma plataforma de contratos inteligentes

 

A IBM, o Data61 da CSIRO e o escritório de advocacia Herbert Smith Freehills fizeram uma parceria com um novo consórcio australiano para construir uma plataforma de contratos inteligentes baseada em blockchain para empresas, de acordo com um comunicado publicado em 29 de agosto.

O Data61 é um centro de inovação digital que faz parte da Organização de Pesquisa Científica e Industrial da Commonwealth (CSIRO) - uma entidade corporativa do governo australiano que realiza pesquisas científicas para promover diversas indústrias locais.

A iniciativa foi apelidada de The Australian National Blockchain (ANB), e reunirá a expertise técnica, científica e legal dos três parceiros para criar uma infraestrutura blockchain nacional e legalmente compatível para a economia digital. Como o comunicado de imprensa descreve:

“A ANB permitirá que as organizações gerenciem digitalmente o ciclo de vida de um contrato, não apenas da negociação à assinatura, mas também continuando durante o prazo do contrato, com transparência e acesso com base nas permissões entre as partes da rede.”

Em um nível mais granular, o release afirma que os contratos legais inteligentes (SLC) da plataforma serão projetados para conter “cláusulas inteligentes” que podem interagir com fontes de dados externas, como dados de dispositivos da Internet das Coisas (IoT), e serão auto-executáveis para acionar processos e eventos de negócios pré-determinados assim que uma condição de contrato for atendida.

Um exemplo é dado para uso na indústria da construção, em que sensores inteligentes no local podem registrar a hora e a data de uma carga entregue com sucesso no blockchain e disparar um contrato inteligente que automatizaria o pagamento em nome da empresa de construção.

Inicialmente, o conceito será testado como um piloto usando a solução blockchain da IBM, e o consórcio diz que planeja convidar reguladores locais, bancos, escritórios de advocacia e empresas para participar do piloto, que deve começar antes do final de 2018.

Paul Hutchison, da IBM Global Business Services, deu sua opinião de que:

“O blockchain será para as transações o que a internet foi para a comunicação - o que começa como uma ferramenta para compartilhar informações torna-se transformacional, uma vez que a adoção é generalizada. A ANB poderia ser o ponto de inflexão da blockchain comercial, estimulando a inovação e o desenvolvimento econômico em toda a Austrália”.

Além da ANB, grandes iniciativas estão em andamento na Austrália para integrar o blockchain entre o governo e o setor financeiro. Em julho deste ano, a IBM assinou um contrato de US $ 740 milhões com o governo australiano para usar blockchain e outras novas tecnologias para melhorar a segurança de dados e automação em todos os departamentos federais, incluindo defesa e assuntos internos.

No início deste mês, o Banco Mundial e o maior banco do país, o Commonwealth Bank of Australia (CBA), emitiram com sucesso um título público exclusivamente através da tecnologia blockchain.