Plataforma AR para atrair compradores ao blockchain pagando-lhes para ver anúncios

Uma empresa startup Blockchain está usando a realidade aumentada (AR, na sigla em inglês) para fornecer serviços que o público “precisa e usa em suas vidas diárias” - reunindo redes sociais e compras em uma plataforma intuitiva de criptomoeda.

A Scanetchain diz que está bem posicionada para se tornar uma grande participante do boom da indústria de AR, que deverá atingir US $ 120 bilhões globalmente até 2020. Segundo seus fundadores, a ênfase do mercado é fortemente direcionada a dispositivos capazes de exibir realidade aumentada, em vez de desenvolvimento de conteúdo que pode atingir as massas através desta tecnologia. A empresa está sendo liderada por David Ham, ex-chefe de desenvolvimento de negócios globais Blockchain na Samsung SDS.

Por meio de seu ecossistema, os marcadores podem ser atribuídos a produtos, marcas e imagens, tanto no mundo real quanto on-line. A partir daqui, os consumidores podem identificá-los digitalmente usando a câmera do smartphone e ser redirecionados instantaneamente para a plataforma baseada no Blockchain com a qual o marcador foi emparelhado. Ao contrário de outras plataformas onde são necessárias câmeras especializadas, a Scanetchain diz que os usuários não precisam de nenhum equipamento adicional para aproveitar ao máximo seu serviço.

A empresa acredita que também pode desencadear uma "expansão esmagadora" do espaço publicitário - e criar um ambiente onde praticamente qualquer logotipo ou produto pode se tornar um banner de anúncios interativos. Apelidado de "o primeiro sistema de publicidade 3D AR interconectado on-line do mundo", os consumidores seriam recompensados ​​em tokens toda vez que visualizassem um anúncio - e essa criptomoeda pode ser usada posteriormente para fazer compras. 

A Scanetchain quer que sua tecnologia AR ajude as  compras em lojas físicas a se tornarem mais rápidas e convenientes. Isso ocorre porque os consumidores poderiam aprender detalhes adicionais sobre um produto com uma única escaneada e tomar uma decisão informada - e, potencialmente, fazer compras no local usando cripto sem enfrentar longas filas nos caixas eletrônicos.

“Tudo o que você precisa é seu smartphone”

De acordo com o lviro branco da Scanetchain, sua plataforma oferece aos varejistas e empresas a oportunidade de se conectarem com o público que as formas tradicionais de publicidade - como anúncios de TV, jingles de rádio e outdoors físicos - não podem oferecer.

Além de logotipos e produtos, a empresa afirma que os marcadores AR podem ser colocados em placas, cartazes, folhetos, revistas, sacolas de compras, cartões de visita, cardápios e pacotes.

Quando eles são verificados pelo usuário, há uma enorme quantidade de informações a serem desbloqueadas - incluindo vídeos, animações, mensagens, fotos, detalhes de eventos, manuais e outras formas de informações personalizadas.

A Scanetchain também está confiante de que seu sistema AR pode ajudar as marcas a proteger suas marcas registradas e reprimir o flagelo da falsificação. Isso porque eles seriam capazes de autenticar todos os atributos distintivos de seus produtos no Blockchain, e os compradores poderiam verificar o histórico e a autenticidade antes de fazer uma compra.

A empresa argumenta que um dos maiores problemas que vem travando as plataformas de AR é a quantidade de conteúdo que geralmente precisa ser baixada para o smartphone de uma pessoa - ocasionalmente resultando em taxas de dados extorsivas e perda de precioso espaço de armazenamento. A Scanetchain afirma que sua plataforma resolve esse problema fornecendo conteúdo por meio de um sistema baseado em nuvem que é semelhante ao fluxo de dados - tornando seu serviço “rápido e leve”.

Nenhum conhecimento de Blockchain é necessário

A Scanetchain diz que seu sistema permite que o público se beneficie da tecnologia Blockchain sem ter um conhecimento profundo de como ele funciona. Ela espera que sua rede social livre ofereça familiaridade, já que os usuários poderão enviar fotos e comentar as atividades de seus amigos à vontade.

A criptomoeda da plataforma é conhecida como SWC, e a empresa diz que todos os usuários que possuem o token terão participação na Scanetchain, o que permite que eles votem em "questões operacionais críticas".

A venda privada da Scanetchain começou em 9 de abril e termina em 13 de maio, com uma pré-venda começando no dia seguinte e terminando em 28 de maio. Sua venda coletiva principal vai de 29 de maio a 7 de junho.

Aviso Legal. A Cointelegraph não endossa nenhum conteúdo ou produto nesta página. Embora tenhamos como objetivo fornecer a você todas as informações importantes que poderíamos obter, os leitores devem fazer sua própria pesquisa antes de tomar quaisquer ações relacionadas à empresa e assumir total responsabilidade por suas decisões, nem este artigo pode ser considerado como um conselho de investimento.