Fintech levanta US$ 20 milhões em rodada de investimento; Galaxy Digital é um dos investidores

O Current, um banco digital que permite cartões de débito pré-pagos controlados por aplicativos e contas correntes pessoais supervisionadas pelos pais, garantiu US$ 20 milhões de um grupo de investidores, incluindo o Galaxy Digital e o EOS VC.

Atingir US$ 45 milhões em captação de investimentos

O Current anunciou a notícia em um post de 24 de outubro, detalhando que havia levantado US$ 20 milhões em uma rodada de investidores, incluindo o Galaxy Digital EOS VC Fund, a empresa de gestão de ativos Wellington Management Company, e a CMFG Ventures, braço de capital de risco do CUNA Mutual Group.

O banco também recebeu um novo apoio financeiro das empresas de capital de risco QED Investors, a encubadora de startups Expa, e a empresa de investimentos Elizabeth Street Ventures.

Com a contribuição mais recente, o Current alcançou um total de US$ 45 milhões em investimentos, enquanto o número de contas registradas no banco ultrapassou as 500.000.

Investimentos recentes em todo o setor

No final de setembro, o Galaxy Digital EOS VC Fund também participou de uma rodada de investimento de US$ 15 milhões para a Immutable, uma startup de jogos blockchain sediada em Sydney. Outros investidores foram a empresa de VC Reinventure, com sede em Sydney, e a empresa americana de investimentos privados, Apex Capital, bem como a Naspers, maior acionista da Tencent, gigante chinesa da Internet.

Em outubro, houve uma série de grandes investimentos em todo o setor, enquanto a exchange de criptomoedas suíça, Bitcoin Suisse, adquiriu uma participação de US$ 3 milhões da CoinRoutes Inc., fornecedora de software de roteamento de pedidos inteligentes e comércio algorítmico de pan-exchange. A plataforma de investimento e infraestrutura cripto, Layer1, garantiu US$ 50 milhões de diversas partes do setor, em uma rodada de investimento da Série A.

Da mesma forma, a Xpring, braço de investimento da Ripple e incubadora de tecnologia, investiu na Towo Labs, startup sueca de custódia de criptomoedas, para criar um firmware de carteira de hardware.