Alibaba requisita patente para sistema de gerenciamento de nomes de domínios de Blockchains

A gigante de varejo online chinesa Alibaba solicitou uma patente dos Estados Unidos intitulada "Esquema de Gerenciamento de Nomes de Domínio para Interações entre Cadeias em Sistemas Blockchain".

A Alibaba prolocou seu último pedido em 15 de Agosto na continuação de um pedido apresentado em novembro de 2018. De acordo com o arquivamento, Alibaba pretende patentear um sistema que usa o que eles chamam de "nomes de domínio não registrados em blockchain" (UBCDN), a fim de criar e compartilhar informações. No sistema, o Alibaba propõe usar um sistema de computação para gerar uma mensagem UBCDN que contenha um nome de domínio blockchain e um identificador que esteja emparelhado com esse nome.

Especificamente, o arquivamento afirma que a mensagem UBCDN contém “um UBCDN de uma instância blockchain, uma assinatura digital de um proprietário do UBCDN da instância blockchain (um proprietário do UBCDN) no UBCDN e um certificado de domínio do UBCDN.”

Conforme especificado adiante no pedido de patente, este sistema UBCDN destina-se a ser usado como um meio unificado de gerenciamento de nomes de domínio em interações de cadeias cruzadas entre diversos sistemas blockchain. A patente cita várias instâncias em que essa tecnologia pode ser útil, inclusive para gerenciadores de blockchain. A aplicação lê:

“Além disso, o UBCDN pode incluir um identificador ou rótulo legível, ajudando os usuários a memorizar e catalogar facilmente uma blockchain, promovendo assim a adoção ou o uso dessa blockchain. Por exemplo, proprietários ou operadores de blockchains públicos, cadeias de bloco privadas ou blockchains fechados de consórcio podem escolher nomes de domínio blockchain que correspondam a seus nomes, ajudando os usuários a lembrar os identificadores das blockchain. ”

A patente também cita o sistema como uma melhoria em relação às redes blockchain interoperáveis existentes, dizendo:

“Ao contrário das implementações entre diferentes blockchains existentes como a COSMOS, que usa uma cadeia de retransmissão para interações de cadeias cruzadas, na qual cada blockchain é atribuído a um identificador (ID) dentro da rede de retransmissão, mas o ID tem apenas um escopo local e não pode ser reutilizado em outras redes de redes de retransmissão, no nosso esquema de nomes de domínio descrito, o UBCDN pode ser usado e é reconhecível globalmente por todas as instâncias de blockchain na rede unificada das blockchains. ”

Alibaba e propriedade intelectual

Como reportado pelo Cointelegraph em Maio, A Alibaba optou por integrar a tecnologia blockchain em seu sistema de propriedade intelectual (IP) para empresas e marcas globais. Esse novo sistema supostamente permitiria que marcas internacionais enviassem depósitos eletrônicos na plataforma baseada na blockchain da Alibaba, permitindo que registrassem reclamações relacionadas à proteção da propriedade intelectual.