AICPA propõe novos padrões para auditoria de dados que podem ser obtidos em blockchain

O Instituto Americano de Contadores Públicos Certificados (AICPA) propôs um novo conjunto de padrões para evidências de auditoria, incluindo dados que podem ser obtidos por meio de blockchain, de acordo com um relatório da publicação comercial Accounting Today em 24 de junho.

A nova proposta, chamada Proposta de Declaração sobre Padrões de Auditoria e Evidência de Auditoria, (SAS), supostamente definirá diretrizes sobre como os preparadores e auditores devem avaliar as evidências de auditoria baseadas em novas tecnologias, como blockchain e análise de dados. 

Os novos padrões são aparentemente um conjunto de métricas multidimensionais indiferentes para a avaliação de dados de auditoria. O objetivo da proposta é ajudar os auditores a determinar se as informações recebidas são suficientes e apropriadas para a evidência de auditoria.

O auditor-chefe do AICPA, Robert Dohrer, comentou em comunicado na semana passada sobre a necessidade de acomodar novas fontes de dados de auditoria, dizendo:

"Dada a rápida evolução das fontes de evidência de auditoria que estão disponíveis hoje, é extremamente importante que os auditores tenham um conjunto robusto e durável de atributos que lhes permita fazer avaliações consistentes sobre as evidências de auditoria obtidas."

O AICPA é uma organização de Contadores Públicos Certificados no Estados Unidos que define as normas de auditoria para vários tipos de empresas e organizações governamentais, incluindo federal, estaduais e governos locais.

Conforme relatado anteriormente pela Cointelegraph, as quatro maiores empresas de auditoria do mundo - Deloitte, Ernst & Young, KPMG e PwC - formaram uma parceria com 20 bancos de Taiwan em um programa piloto que usou a tecnologia blockchain para realizar auditorias fiscais.

A solução blockchain teve como objetivo simplificar os processos de 'confirmação externa' nas auditorias dos relatórios financeiros intermediários das empresas. O Financial Information Service Co. de Taiwan, um dos contribuintes do programa piloto, projetou que essa solução reduziria o tempo de auditoria de cerca de duas semanas para um dia - quase uma redução de 93% no tempo de auditoria.