África pode alcançar na implementação Blockchain

A peculiaridade do continente africano qualifica-o como um centro viável para as soluções Blockchain.

Apesar de estar atrasado na maioria das áreas de desenvolvimento, a oportunidade oferecida pela tecnologia Blockchain em sua forma versátil apresenta ao continente a oportunidade de saltar vários processos de transição e juntar-se aos seus pares na cortesia dos estados.

A África precisa de Blockchain

Uma vez que o Blockchain encontra aplicação em todos os sistemas onde os dados são gerenciados, armazenados ou transferidos, a solução dos persistentes problemas de desenvolvimento na África agora parece ser uma tarefa viável no futuro próximo.

Para alcançar as inúmeras soluções tornadas possíveis pelo Blockchain, certos processos fundamentais devem ser implementados o mais rápido possível, o que só pode ser alcançado através de uma educação adequada.

Se houver algum aspecto do desenvolvimento do Blockchain na África, que deve ser levado muito a sério, é a aquisição/transferência do conhecimento.

Uma deficiência continental

O continente atualmente sofre com a falta de educação adequada em diversas áreas de desenvolvimento. Não é de admirar a taxa a que os cidadãos viajam para o exterior para trainamento e educação adequados, mesmo em campos convencionais.

A ausência de educação adequada é responsável pela interpretação errada de conceitos e inovações encontrando seus caminhos no continente. A proibição geral do Bitcoin, OneCoin e outros esquemas de Ponzi pelo governo nigeriano há alguns meses é um exemplo da conseqüência do conhecimento inadequado.

No cenário mencionado acima, as autoridades apressadamente fizeram uma proclamação sem entender a diferença entre esses conceitos que eles colocam na mesma cesta. No entanto, depois de ser criticado por nativos usuários, a proibição geral foi revertida e as modalidades foram implementadas para entender o conceito inteiro de moedas digitais.

Assim, a atual onda de programas educacionais e start-ups encarregadas de levar o continente ao ritmo das questões relativas à Blockchain e à tecnologia descentralizada não é uma surpresa.

Parceria com o governo

Antes disso, vimos organizações como a Iniciativa do Desenvolvimento de Criptomoeda da Nigéria (CDIN na sigla em inglês) de assumir a responsabilidade de sensibilizar os participantes no cripto espaço e promover a conscientização de diferenciar entre produtos genuínos e elementos de fraude.

A organização também se orgulha de uma forte representação em vários departamentos onde o governo nigeriano está desenvolvendo o ambiente funtional para as moeda digitais descentralizadas.

Aprendizagem prática

Além disso, em seus estágios emergentes, o Blockchain é iniciado em Cryptogene. Composto por especialistas de todo o continente africano, a start-up afirma estar em uma missão para fornecer soluções baseadas em Blockchain, especialmente para países africanos que procuram criar uma melhor integração e desenvolvimento usando a multiplicidade de vantagens que a tecnologia Blockchain oferece.

A Cryptogene pretende trabalhar para levar a criptomoeda e a tecnologia Blockchain ao mainstream no continente africano através da educação, adoção e implementação.

A start-up leva um passo adiante criando um hub multiplataforma para aprendizado prático que suporta interação, uso e desenvolvimento transfronteiriço de ferramentas Blockchain para objetivos individuais e organizacionais.

Conferências

Em março de 2017, Joanesburgo, na África do Sul, hospedou os maiores eventos da cadeia do mundo no continente, uma conferência que apresentou Andreas Antonopoulos como orador principal. A conferência também reuniu uma ampla gama de especialistas locais e internacionais que discutiram os desafios e as possibilidades excitantes de inovação e ruptura que podem ser alavancadas na África usando esta tecnologia Blockchain.

A ladainha de comunidades e eventos start-ups na África que trabalham para a conscientização e o desenvolvimento do Blockchain podem continuar e continuar. A linha inferior é que o continente parece estar preparado para tirar proveito dos anos perdidos de não desenvolvimento, aproveitando a ruptura global promovida pela cadeia Blockchain.


Siga-nos no Facebook