Accenture assegura patente por sua tecnologia de

O provedor de serviços profissionais Accenture obteve uma patente relacionada ao seu trabalho na tecnologia "Blockchain editável" no final de setembro de 2017. O Blockchain permitido, daria a possibilidade que as partes editassem dados em casos de erros ou fraudes.

De acordo com o diretor-gerente de práticas Blockchain da Accenture David Treat, o conceito de Blockchain editável foi destinado a resolver a questão de como "consertar quando as coisas dão errado", e como uma forma de ajudar a mover a tecnologia para a "maturidade".

"Esta invenção adiciona-se a esse conjunto de opções, particularmente para estruturas de dados na cadeia, e estamos entusiasmados com a aprovação da patente. Nosso objetivo geral é aproveitar as inovações de DLT para tornar a tecnologia viável para o uso de TI da empresa".

Permitir que as partes modifiquem determinadas transações

Parte de sua proposta de valor explica:

"A Accenture criou um protótipo de uma nova capacidade que permite que a tecnologia Blockchain seja editada em circunstâncias extraordinárias. A capacidade permite às empresas resolver erros humanos, acomodar requisitos legais e regulatórios e enfrentar problemas e outras questões, preservando os recursos de chaves criptográficas".

A Accenture apresentou seu pedido de patente para a tecnologia Blockchain em 2016. Sob o sistema proposto, um segredo que controla a chave pode ser atribuído a uma ou mais partes. Em outros casos, vários indivíduos podem ser designados como partes de um segredo para que todos eles sancionem ou aprovem qualquer acesso ou mudanças feitas no livro-razão do sistema.

Solução para irregularidades que possam surgir de transações

No entanto, vários observadores individuais criticaram o movimento. Em sua peça de opinião de 2016, o fundador e CEO da BKCM LLC, Brian Kelly, explicou os motivos pelos quais um Blockchain editável não é aconselhável, incluindo a abertura dos sistemas financeiros para possíveis atividades fraudulentas. Ele argumentou que permitir a alteração ou eliminação de informações ou dados do livro-razão ameaça a capacidade da indústria de lutar contra irregularidades usando a tecnologia Blockchain que transforma o jogo.

De acordo com Treat, a Accenture ainda está em fase de desenvolvimento em relação ao seu projeto Blockchain. Ele afirmou que os especialistas continuam a melhorar o protótipo do sistema, sugerindo que a tecnologia será de código aberto.

"Tivemos um forte interesse industrial e recebemos várias solicitações para abrir a capacidade que estamos considerando".

A Accenture não é a única empresa que busca proteção de patentes para o seu trabalho Blockchain. Os gigantes corporativos, como o Bank of America, o JPMorgan Chase, e muitos outros recentemente entraram na corrida para garantir patentes - fazendo o número de pedidos de patente junto à USPTO dobrar no primeiro trimestre de 2017 - por suas várias ideias sobre como sua organização poderia estar na vanguarda da inovação.


Siga-nos no Facebook