Telegram publica termos de uso da carteira do Gram antes do lançamento do GRM

O serviço de mensagens instantâneas baseado em nuvem Telegram lançou os termos de uso para sua carteira nativa de criptomoedas, a Grams Wallet.

Em 8 de outubro, o Telegram publicou os termos de serviço da Grams Wallet, a carteira nativa projetada para sua criptomoeda Gram (GRM), observando que as regras se aplicam à carteira como um aplicativo independente ou como incorporado ao aplicativo Telegram Messenger.

1. Taxas e regulação

No anúncio, o Telegram destaca que a Grams Wallet não deve ser usada em jurisdições onde seus serviços são proibidos por lei, regulação ou outra regra aplicável, incluindo embargos, países e indivíduos sancionados. O Telegram também enfatizou que seus clientes são responsáveis por determinar quais impostos se aplicam ao uso dos serviços do Gram. A empresa escreveu:

"Não somos responsáveis por determinar se os impostos se aplicam a quaisquer transações feitas usando nossos serviços ou por coletar, relatar, reter ou reter quaisquer impostos decorrentes de transações em moeda virtual".

2. Transações

De acordo com os termos, a Grams Wallet não tem controle sobre a blockchain Telegram Open Network (TON), a fim de garantir que todos os detalhes da transação enviados por meio dos serviços sejam validados e confirmados na blockchain TON.

A empresa destacas que as transações podem incidir em taxas, de valores não especificados, acrescentando que o Telegram também não tem controle sobre valores ou o tipo de taxas.

A empresa explica:

“As transações enviadas através dos Serviços podem não ser concluídas ou podem ser substancialmente atrasadas pela blockchain TON. Não temos controle sobre a blockchain TON e não temos a capacidade de facilitar solicitações de cancelamento ou modificação de transações enviadas.”

3. Chaves privadas

A Grams Wallet não acessará ou armazenará chaves públicas ou privadas, dados de backup ou senhas ou outros dados de identificação sobre seus clientes. A empresa diz que seus clientes serão os únicos responsáveis por gerenciar e manter a segurança de suas credenciais de acesso. Caso as credenciais sejam perdidas, a empresa não será possível recuperar credenciais ou redefini-las, ressaltando que os clientes podem não conseguir acessar seus Grams.

4. Encerramento de serviços

Nos termos de uso, a Grams Wallet declara que a empresa se reserva o direito de fechar, encerrar ou desativar qualquer ou todos os serviços, contas ou acesso à Gram "a qualquer momento por qualquer motivo".

5. Mudanças nos Termos de Serviço

Além disso, o Telegram se reserva o direito de modificar seus termos de serviço a qualquer momento e a seu exclusivo critério. A empresa acrescentou que os termos revisados serão publicados na página, acrescentando que seus clientes devem atualizar-se periodicamente sobre os termos ao usar os serviços, pois as alterações entram em vigor imediatamente após sua publicação.

As regras para o uso da Grams Wallet são divulgadas a poucas semanas do aguardado lançamento da blockchain TON, programada para no final de outubro, conforme já havia sido anunciado oficialmente pelo Telegram na semana passada. Ontem, o braço de custódia de ativos digitais da empresa de software Anchor Labs declarou ter se tornado a primeira entidade qualificada para suportar a custódia institucional do token Gram.