O que é blockchain e como esta tecnologia funciona?

O que é blockchain e como esta tecnologia funciona?

Cointelegraph

1.

O que é blockchain e como esta tecnologia funciona?

A blockchain é uma das tecnologias mais inovadoras do sistema financeiro mundial. A blockchain está por trás das principais moedas digitais do mundo, entre elas o Bitcoin, e já é adotada também em outras áreas ao redor do mundo como seguridade, imobiliária, logística e bancária em busca de segurança, agilidade e transparência. Mas como ela funciona?

A blockchain surgiu em 2008 a partir do nascimento do próprio Bitcoin. O documento que descreve o funcionamento da rede do Bitcoin, diz que ela é "uma rede que marca o tempo das transações, colocando-as em uma cadeia contínua no 'hash', formando um registro que não pode ser alterado sem refazer todo o trabalho". A plataforma blockchain seria posteriormente aplicada como base das redes das demais criptomoedas do mundo.

A tradução literal de blockchain é cadeia de blocos, e ela funciona como um livro contábil descentralizado, armazenando suas informações de transações através de uma gama de computadores trabalhando em cadeia ao redor do mundo.

No caso das criptomoedas, o registro das transações é armazenado nos blocos da cadeia - cada um dos blocos possui a chave criptografada do bloco anterior e de seu próximo bloco - formando através desta corrente de blocos descentralizada - a blockchain - uma forte camada de segurança criptográfica para o armazenamento e registro de informações e transações. 

Ao mesmo tempo, um dos princípios das blockchains é a sua publicidade, ou seja, acesso público de suas informações de transações registradas. As informações registradas nos blocos são imutáveis, o que garantiria a transparência e acessibilidade de todas as transações.

A criptografia entre os blocos é chamada de hash, baseada em criptografia de nível muito avançado. Os mineradores de criptomoedas por exemplo precisam, entre outras coisas, calcular o hash certo para formar a ligação entre blocos. A dificuldade e complexidade leva também a um elevado custo computacional.

Finalmente, no caso da transferência de criptomoedas, a blockchain garante que as transações sejam feitas de forma mais segura, uma vez as transações são praticamente impossíveis de serem interceptadas. A publicidade das informações também é importante para que transações suspeitas sejam identificadas rapidamente.

A blockchain tem sido aplicada também fora do setor das criptomoedas. No setor bancário, gigantes como o JP Morgan, que irá lançar sua stablecoin JP Coin, e o HSBC estudam usar a tecnologia para o registro e agilidade de transações internacionais. Grandes empresas de seguros, do setor imobiliário, e de logística de entregas marítimas já implementam a tecnologia para aprimorar a transparência e a segurança, além de agilizar processos burocráticos significativamente.