WSJ: Goldman Sachs planejando negociação direta de Bitcoin

Parece que o dinheiro realmente fala: até o mesmo dinheiro digital. O Wall Street Journal veio com a notícia de que o gigante banco do blue chip Goldman Sachs, está pensando em permitir que seus investidores façam negócios diretamente no Bitcoin.

A notícia tornaria o Goldman a primeira empresa líder de Wall Street a permitir que seus investidores acessassem o mercado de criptomoeda em rápido crescimento. Outras empresas têm alguns produtos, como a plataforma Grayscale (GBTC), mas o Goldman abriria um mercado totalmente novo para os investidores. De acordo com um porta-voz da empresa:

"Em resposta ao interesse do cliente em moedas digitais, estamos explorando a melhor forma de atendê-los neste âmbito".

Aumento da regulamentação?

Embora as notícias possam provocar uma rápida legitimação do espaço em criptomoeda, certamente abrirá para o Bitcoin e outros criptorrecursos para aumentar o escrutínio dos órgãos reguladores governamentais.

Já o Federal Reserve indicou que está estudando as criptomoedas mais detalhadamente, e a SEC registrou regras regulatórias em relação às ICOs.

Precisando de volatilidade

A Goldman enfrentou uma redução substancial nas receitas (21 por cento desde o ano passado), mesmo no mercado otimista deste ano, e parece que o problema está relacionado à volatilidade. A empresa não conseguiu tirar proveito de compras e vendas em pânico dentro do mercado de ações, e pode estar buscando uma nova fonte de volatilidade para permitir aos investidores uma oportunidade de lucrar. De acordo com o WSJ:

"O Goldman, uma vez conhecido como o comerciante mais nítido de Wall Street, lutou mais do que colegas. A receita em sua divisão de renda fixa caiu 21% em relação ao ano passado até junho, arrastada pelo mau desempenho em commodities e moedas".

Se a crescente adoção do investidor principal é bom para o Bitcoin ou não, está para ser visto. No entanto, tal atenção questiona os julgamentos anteriores de outros líderes de bancos, como Jamie Dimon.


Siga-nos no Facebook