Relatório do Fórum Econômico Mundial: 6 formas de avaliar os benefícios da blockchain

O Fórum Econômico Mundial (World Economic Forum - WEF) anunciou que lançou um guia para avaliação dos benefícios das aplicações de blockchain, em comunicado enviado ao Cointelegraph em 16 de julho.

O documento aborde meios de aplicação da tecnologia blockchain, oferecendo seus recomendações às empresas. A primeira diz que é importante entender a tecnologia, traçar espectativas realistas (identificar incentivos e calcular riscos), e alinhar as prioridades estratégicas.

O relatório também recomenda avaliar se a blockchain e outras tecnologias são a melhor solução, especificando que a "blockchain não é uma substituta da digitalização e não deve ser tratada como tal”. 

Finalmente, as empresas devem ter agilidade na abordagem, já que isso facilita a evolução estratégica e permite avançar além da organização individual. O último ponto é explicado da seguinte forma:

“A natureza descentralizada da blockchain traz uma transformação, vindo de uma abordagem isolada para uma integração de cadeia de valor de ponta a ponta,  em ambientes fragmentados e complexos, mais atingíveis. De fato, a falta de colaboração pode minar - ou até interromper - essa transformação. Ao avaliar o valor, é importante considerar os efeitos de rede e dimensionamento, no caso como é permitido por essa colaboração. ”

O guia Blockchain Value Framework faz parte da mesma série do relatório “Blockchain Beyond the Hype”, lançado pelo WEF no último ano e coassinado pela empresa de consultoria Accenture. 

Sheila Warren, chefe de blockchain no Fórum Econômico Mundial, explicou que o relatório anterior enfatizava que a implantação de blockchain não deveria ser considerada uma meta. O objetivo do atual white paper é fornecer orientação na aplicação da tecnologia, segundo ela:

"Esse novo framework é para os líderes de negócios que descobriram que a blockchain é a solução certa para um problema específico, mas não sabem como dar o próximo passo."

O documento é baseado em uma avaliação de 79 projetos de blockchain e uma pesquisa global envolvendo 550 pessoas de 13 setores. O relatório fiz que 51% dos entrevistados disseram que acreditavam que iriam "perder o desenvolvimento de novos produtos / serviços" se sua organização não investisse na tecnologia blockchain. Outros 23% dos entrevistados diziam que poderiam "perder ganhos de velocidade / eficiência" e 15% iriam "perder a economia de gastos".

Além disso, em nove dos 13 setores pesquisados, a rastreabilidade total e integridade dos dados foram identificadas como a principal vantagem trazida pela blockchain. Enquanto isso, muitas organizações não responderam se o benefício da blockchain poderia oferecer “novos produtos ou serviços comerciais”. O autor texto enviado à imprensa denota:

“Isso sugere que o foco atual das organizações é aprimorar os produtos e serviços existentes, antes de considerar investir em novas oportunidades.”

No fim de maio, o WEF também anunciou a formação de seis "conselhos da quarta revolução industriais" independentes, para trabalhar em novas diretrizes para as políticas de tecnologia.