Irmãos Winklevoss dizem estar "em tratativas" para ingressar na Libra Association

Tyler e Cameron Winklevoss — os defensores do Bitcoin (BTC) e fundadores da exchange cripto Gemini — dizem que estão abertos para trabalhar em parceria no Libra com o arquirrival Mark Zuckerberg.

A CNN Business informou em 19 de agosto que os irmãos gêmeos não vão deixar que seu notório e prolongado acordo com Zuckerberg fique no caminho de uma potencial colaboração.

Em tratativas para se juntar à Libra Association

Seja ou não uma parceria finalmente concretizada, Cameron disse à CNN que o Libra representa um passo em direção à adoção em massa da criptomoeda, ressaltando:

"Acho que algum dia no futuro não poderemos mais viver sem criptomoeda ou sequer imaginar um mundo antes da cripto."

Como observa a CNN, a promoção proativa dos irmãos em questões de cripto pode tornar a dupla um parceiro atraente para o Facebook, dado o alarde generalizado que o projeto Libra já provocou entre governos e reguladores em todo o mundo.

Os irmãos revelaram que estão conversando sobre a adesão à Libra Association - o recém-criado consórcio de governança independente para o token do Facebook - que atualmente conta com 28 membros fundadores e deve se expandir para 100 até o lançamento oficial do Libra.

Tyler e Cameron observaram, no entanto, que ainda precisam entender melhor os detalhes do projeto antes de decidirem se querem ou não ingressar na Libra Association, bem como se devem ou não listar o Libra na exchange Gemini.

A Libra Association não quis comentar as negociações em andamento com os parceiros.

Todos os titãs da internet vão abraçar a cripto

De acordo com Cameron, o Facebook pode ser o primeiro titã da tecnologia a tentar um lançamento de criptomoeda nativa - mas não será o último:

"Acho que as empresas de internet têm que ter uma estratégia de cripto. E acho que muitas delas estão pensando em seus próprios projetos de moedas. Elas provavelmente estão observando o Libra e o Facebook para ver como as tarifas se desenvolvem."

Ele previu que Amazon, Apple, Netflix e Google seguirão o exemplo, destacando a Amazon em particular como um concorrente sólido:

"A Amazon pode provavelmente enviar mais encomendas para literalmente qualquer lugar do mundo, mesmo que seja necessário fazê-lo em uma bicicleta suja ou algo assim [...] é muito irônico que coisas físicas podem ir por todo o mundo e nós não conseguimos obter dinheiro de muitos lugares ao redor do planeta".

Hoje, o Cointelegraph reportou que o design da planejada criptomoeda de banco central apoiada pelo Estado chinês, foi influenciado pela revelação do Libra.