Gemini faz sua primeira aquisição com a compra da plataforma Nifty Gateway

A exchange dos irmãos Winklevoss, a Gemini, fez sua primeira aquisição com a compra da plataforma Nifty Gateway, que permite aos usuários comprar e gerenciar tokens não fungíveis (NFTs).

Tyler Winklevoss revelou a aquisição em 19 de novembro em um post do blog, detalhando que os chamados “nifties” são ativos ou bens único em uma blockchain que diferem de outras criptomoedas, pois são únicos e, portanto, não são intercambiáveis. Os recursos NFTs tornam-nos ideais como base para cripto-colecionáveis e cripto-arte, de acordo com Winklevoss.

Colecioáveis migrando para a blockchain

Atualmente, a plataforma Nifty Gateway permite que os usuários comprem NFTs com cartão de crédito ou débito. Ao tratar da motivação por trás da aquisição, Winklevoss citou sua crença de que todos os itens colecionáveis - tanto do mundo real quanto do digital - acabarão por fazer a transição para uma blockchain na forma de NTFs.

Por uma curiosa coincidência, a Nifty Gateway foi desenvolvida pelos gêmeos idênticos Duncan e Griffin Cock Foster. Em outro anúncio, Duncan Cock Foster disse:

“Existe uma infraestrutura necessária para criar algo na escala que estamos imaginando. Seria demorado e tedioso construir por conta própria. Mas, ao nos associarmos à Gemini, obtemos acesso instantâneo a muitas tecnologias de importância fundamental, que não teríamos de outra forma. ”

Os detalhes financeiros não foram revelados

Cripto-colecionáveis ganham popularidade

Os cripto-colecionáveis estão gradualmente entrando no mercado, com o lançamento de projetos como o CryptoKitties e as equipes e organizações esportivas que adotam a nova tecnologia. Falando no palco do BlockShow Asia 2019 em Singapura no início de novembro, o fundador da True Global Ventures 3d, Dusan Stojanovic, disse que o tempo para investir em colecionáveis de criptografia é "agora". Stojanovic afirmou:

“Eu sou realmente otimista sobre jogos e tokens não fungíveis [...] CryptoKitties foi o começo. Eu acho que o momento é agora, muito antes de cinco anos [a partir de agora]. ”