Por que a indústria da bilhetagem precisa do Blockchain

De vez em quando, continuamos experimentando um problema ou o outro com os atuais ssistemas de bilhetagem. Às vezes, os mesmos bilhetes são vendidos para várias pessoas, outras vezes os bots compram todos os ingressos e nada é deixado para os participantes reais.

Não se esqueça dos vendedores de bilhetes usuais e seus mark-ups. Está cada vez mais difícil para um cidadão José comprar bilhetes on-line.

O pior é quando você consegue obter os ingressos, mas por algum motivo, o evento é cancelado, você nunca consegue seu reembolso ou tem que escrever vários e-mails para recuperar seu dinheiro.

Surto de Bots

Para completar, apesar de inúmeros esforços para limpar o mercado de ingressos, um software poderoso está disponível on-line para ignorar os sistemas de segurança das principais empresas de emissão de bilhetes. De acordo com a Ticketmaster, cerca de 60% dos bilhetes mais procurados são comprados por bots.

Um único corretor, usando um bot, comprou 1.012 ingressos para um concerto do U2 de 2014 no Madison Square Garden em menos de um minuto, apesar do local limitar as vendas a quatro ingressos por cliente. No final do dia, esse mesmo corretor comprou 15 mil ingressos.

Mesmo os ingressos para eventos gratuitos, como a visita do Papa Francisco a Nova Iorque em 2015, foram congestionados por bots e vendidos por milhares de dólares em sites secundários.

As vendas globais de esportes, concertos e ingressos de teatro on-line em 2016 foram próximas de US$ 30 bilhões. Espera-se que esse mercado aumente em 13% até 2021. Mas, por mais infeliz que seja, o processo de compra de ingressos para esses eventos é tudo, menos suave.

A Crypto.tickets está aqui para revolucionar a forma como o sistema de emissão de bilhetes de evento funciona usando o Blockchain.

Como ela resolve os problemas?

Mesmo que os sistemas de emissão de bilhetes on-line tenham ocorrido por anos, continuam a existir vários problemas não resolvidos.

Falhas e fraudes

Problemas como: duplicação de bilhetes, ingressos para eventos falsos, bilhetes falsificados - não são inéditos neste setor. Não há como validar a autenticidade de um bilhete, o que permite que pilantras vendam os mesmos bilhetes para vários clientes.

Quando isso acontece, apenas o primeiro cliente a chegar ao local entra; outros não conseguem participar do evento. Não são apenas os consumidores que sofrem, mas o organizador também, que poderia ter vendido os ingressos para pessoas que acabaram com bilhetes falsos.

A Crypto.tickets garante que o ingresso que você está comprando é único, válido e seguro contra qualquer fraude com a ajuda do Blockchain - mesmo que você os compre de segunda mão. Eles têm uma história transparente em questão, revenda e resgate na entrada para todos os players do mercado.

A Crypto.tickets permite aos usuários comprar bilhetes através de tokens TKT e dinheiro fiduciário. No entanto, todas as transações dentro da plataforma são feitas em tokens. É assim que todos os bilhetes estão protegidos de qualquer fraude e golpe. A arquitetura da plataforma é tal que garante que um bilhete vá para uma pessoa (somente uma carteira).

Cambistas

Assim que os bilhetes são emitidos para venda, os vendedores de bilhetes e os "bots" compram todos os ingressos disponíveis a granel de vendedores não seguros nos primeiros minutos e os revende a preços exorbitantes.

Este é um dos principais problemas no mercado de bilhetagem de hoje - muitos clientes não podem pagar ingressos de alta qualidade no mercado secundário e, como resultado, os organizadores perdem lucros e clientes valiosos.

Além disso, a Crypto.tickets permite aos organizadores estabelecer regras claras sobre como lidar com o mercado secundário através do uso de contratos inteligentes. Essas regras incluem se os bilhetes podem ou não chegar a mercados secundários, quais são as comissões de vendas secundárias, e assim por diante.

É importante notar que os organizadores do evento recebem uma comissão por venda, então é necessário um contrato inteligente garanta que um bilhete chegue a uma carteira.

Esse processo pode ser comparado ao funcionamento do sistema de emissão de ingressos para os Jogos Olímpicos. Para comprar qualquer ingresso de algum jogo na Olimpíada, você precisa enviar seu documento. No caso da Crypto.tickets, o papel do documento é feito por uma carteira pessoal associada ao usuário. Então, em poucas palavras, um bilhete é igual a um token. O bilhete não pode ser cortado em pedaços ou dividido para qualquer um falsificar.

Sem transparência e uma bagunça para o usuário

Para comprar um bilhete para um evento, um espectador deve verificar vários sites, classificações de estudo e disponibilidade, para obter os melhores preços. Não há banco de dados central onde todas as informações podem ser verificadas de forma simples e transparente. Os ingressos ainda são fáceis de forjar, inconvenientes para armazenar e revender.

A Crypto.tickets é uma plataforma de backend, enquanto o Tickets.wallet - desenvolvido pela equipe da Crypto.tickets - é a interface do aplicativo ou do usuário que permite gerenciar os bilhetes comprados facilmente; de armazenamento a transferência e revenda. Também pode ser usado para vender bilhetes para mercados secundários com regras de vendas decididas pelo vendedor - preço fixo ou leilão.

O aplicativo ajuda os compradores a ver todos os detalhes do bilhete em um só lugar, bem como obter acesso a conteúdo exclusivo de vários artistas. Quando um bilhete é comprado, um contrato inteligente é enviado pela Crypto.tickets para uma carteira única, que pode ser acessada pelo próprio Ticket.wallet.

O Ticket.wallet também é responsável por armazenar e enviar tokens TKT, armazenamento da Crypto.tickets, conversão de moeda fiduciária em tokens e vice-versa com o uso do gateway de câmbio.

Venda de tokens da Crypto.tickets

A Crypto.tickets procura arrecadar US$ 23 milhões ao emitir sua própria criptomoeda (TKT) através de oferta inicial de moedas, correspondente a um padrão amplamente aceito, o ERC20. Não serão emitidas moedas após a ICO.

Todas as operações dentro do ecossistema Crypto.tickets são executadas com token TKT, desde compras até retornar à votação. Isso garante um alto nível de segurança e evita qualquer intervenção humana não autorizada nos processos.

Distribuição TKT

Os tokens podem ser comprados com Bitcoin (BTC), Bitcoin Cash (BCH), Litecoin (LTC) e Ethereum (ETH).

Se for alcançada uma marca de US$ 23 milhões, serão emitidos 914.869.281 de tokens TKT. Nos primeiros dois dias da ICO, os investidores obterão um bônus de 20% em seus tokens, bônus de 10% no terceiro e quarto dias e bônus de cinco por cento nos próximos três dias. No resto dos dias, os tokens serão vendidos sem bônus.

Veja como será a distribuição do TKT:

Investidores da ICO: 68,86 por cento, investidores de oferta privada: 7,64%, Fundo de Crescimento da Cadeia de Tickets: três por cento, Prêmio: dois por cento, Tickets Cloud Team: 15 por cento e conselheiros: 3.5 por cento.

Para saber mais sobre o time por trás da Crypto.tickets e seu roteiro, leia o white paper.

 

Aviso Legal: a Cointelegraph não endossa nenhum conteúdo ou produto nesta página. Embora tenhamos o objetivo de fornecer todas as informações importantes que possamos obter, os leitores devem fazer suas próprias pesquisas antes de tomar quaisquer ações relacionadas à empresa e assumir a total responsabilidade por suas decisões, nem este artigo pode ser considerado como um conselho de investimento.


Siga-nos no Facebook