Por que o mercado de criptomoedas é tão volátil: Expert Take

In our Expert Takes, opinion leaders from inside and outside the crypto industry express their views, share their experience and give professional advice. Expert Takes cover everything from Blockchain technology and ICO funding to taxation, regulation and cryptocurrency adoption by different sectors of the economy.

If you would like to contribute an Expert Take, please email your ideas and CV to a.mcqueen@cointelegraph.com.

Last year was the least volatile in stock market history of decades. Traders who historically have profited off of pricing swings have given their jobs to high-frequency trading algorithms run by computers that act on the millisecond. On Wall Street, humans are a commodity being replaced by machines, and yet four years of volatility in the stock market can be covered in a month of pricing movements in the cryptocurrency markets.

Veteran cryptocurrency investors know this to be a fact, but exactly why is this asset class more volatile than any other liquid asset in the market?

1. Sem valor intrínseco

Apesar das avaliações da empresa, as criptomoeda não vendem um produto, geram receita ou empregam milhares de pessoas. Em geral, elas não retornam dividendos, e apenas uma pequena quantidade do valor total da moeda vai evoluindo. Por isso é difícil de valorizar. Como sabemos se esta é sobrecompra ou sobrevenda? Quando o preço é bom ou muito caro? Sem fundamentos para basear essa informação, podemos confiar apenas no sentimento do mercado, muitas vezes ditado pela mídia que gera dinheiro na audiência.

2. Falta de supervisão regulatória

Criptomoeda é um fenômeno mundial, e enquanto os governos estão se reprimindo o setor, a regulamentação ainda está em seus primeiros dias. Essa regulamentação limitada permite a manipulação de mercado que, por sua vez, introduz a volatilidade e desencoraja o investimento institucional, uma vez que um grande fundo não tenha garantias de que seu capital é verdadeiramente seguro ou, pelo menos, protegido contra atores tão ruins.

3. Falta de capital institucional

Embora seja inegável que algumas empresas de capital de risco bastante impressionantes, fundos de cobertura e pessoas de alto poder aquisitivo sejam fãs e investidores de cripto, como um segmento, a maior parte do capital institucional ainda não entrou. No moemnto deste texto, temos um impulso limitado de uma ETF cripto ou fundo mútuo. A maioria dos chefes bancários admite que há alguma validade no espaço, mas ainda tem que comprometer capital significativo ou participação pública. O capital institucional vem em uma variedade de formas, como uma grande mesa de negociação que tem o potencial de introduzir a eficiência e suavizar a volatilidade do mercado, ou uma compra de fundos mútuos em nome de seus investidores a longo prazo.

4. Livros de ordem finos

Os investidores cripto são ensinados a nunca deixar moedas em uma casa de câmbio, que pode ser hackeada. Como resultado, a maior parte do fornecimento negociável não está em um livro de ordens de câmbio, mas em carteiras de casas de câmbio. Em contrapartida, quase toda ação comercializável de uma empresa listada publicamente é negociada em uma única bolsa. Uma grande ordem de mercado pode "comer" em um livro de pedidos de troca no caminho para cima ou para baixo, causando algo chamado de "derrapagem". Vimos um exemplo exagerado disso no flash crash GDAX Ether, mas versões menos extremas disso ocorrem diariamente. Devido à capacidade de os grandes comerciantes mover o mercado em qualquer direção e empregar táticas para encorajá-lo, a volatilidade aumenta.

5. Longo prazo vs. curto prazo

Se você investir em algo que você não espera retirar até ter 60 anos de idade, então você provavelmente está menos preocupado com os movimentos de preços diários ou mesmo anuais, de modo que é menos provável que você o negocie. As criptomoedas, em sua maior parte, não podem ser compradas em contas de aposentadoria, e geralmente são inacessíveis para corretores de varejo e consultores financeiros, de modo que um ecossistema inteiro de investidores é deixado de fora. Isso nos deixa com os adotantes iniciais que estão confortáveis com o obstáculo tecnológico de lidar com carteiras e plataformas de negociação baseadas na web, as mesmas que estão atualizando o Blockfolio a cada 10 minutos, felicitando todo mundo quando a moeda dispara, ou suando frio quando o preço cai. Estes são os mesmos tipos de pessoas que não têm disciplina para comprar e manter a longo prazo, e, portanto, contribuem para as vendas de pânico ou compras de FOMO.

6. Mentalidade de rebanho

A cripto é em grande parte um fenômenodos da geração Y, que desacreditam governos, são adotantes iniciais em tecnologia, e que foram principalmente rechaçados de ganhos em investimento conseguidos na última década do aumento dos preços imobiliários e no mercado de ações. Mas a maioria dos da geração Y não tem a experiência de investimento de longo prazo de suas contrapartes geracionais mais maduras. Eles também tendem a ter menos renda disponível como resultado da economia de emprego historicamente pobre e menos tempo na força de trabalho. Essa combinação de fatores resulta em algumas coisas; um apetite por risco na esperança de obter a inesperada sorte grande com o dinheiro e utilizar uma parcela maior do capital que eles tenham para investir em instrumentos de risco, incluindo a compra desses investimentos à crédito. Quando o mercado cai, esse é o dinheiro que literalmente não podem perder, então eles vão se livrar de tudo no primeiro sinal de problemas. Uma vez que este é um comportamento reacionário, eles geralmente perderão dinheiro antes de sair do mercado. Quando o mercado começa a subir, eles vão comprar com o dinheiro que eles não possuem. Como um grupo, isso parece ser coordenado em massa, mas são apenas as motivações de muitas entidades únicas que se propagam em uma mentalidade de rebanho. Se você emparelhar esse comportamento com os balanços causados por grandes "baleias" em um mercado pouco negociado, você tem um efeito sinérgico.

Quando a volatilidade vai diminuir

Com o passar do tempo, podemos esperar mais regulação, uma maior diversidade de investidores e uma perspectiva mais madura no mercado de criptomoeda. Também podemos esperar um maior valor de utilidade à medida que os comerciantes encontrem formas mais acessíveis de aceitar criptomoeda, e a tecnologia por trás das transações também melhore. Embora a volatilidade possa diminuir, também podemos esperar um aumento gradual, mas constante, do valor do mercado de criptomoedas como um todo. Assim como o mercado de ações deu lugar a detentores de longo prazo, o mesmo se dará com os mercados de criptomoeda. Pelo menos, parece ser algo que está aqui para o longo prazo.

As visões e interpretações neste artigo são as do autor e não representam necessariamente as opiniões da Cointelegraph.

Arthur Iinuma é cofundador e presidente da ISBX, uma empresa líder em consultoria de software em Los Angeles. Ele era um comerciante licenciado pela FINRA no Morgan Stanley e vice-presidente da UBS. Ele é comerciante de criptomoeda e investidor anjo acreditado. Arthur também é colaborador da Forbes.