Expert Blog: O que está errado com o mercado dos ICOs?

Expert Blog é a nova série de artigos do Cointelegraph a respeito de líderes da cripto indústria. Cobrimos de tudo desde tecnologia das Blockchains e criptomoedas até regulamentação das ICOs e análises de investimentos. Se quiser se tornar nosso autor convidado e ser publicado no Cointelegraph, por favor nos envie um e-mail em mike@cointelegraph.com.

Investidores vão tratar projetos como empreendimentos de longo prazo e vão examinar detalhadamente o histórico e experiência de seus fundadores. Esse aumento das expectativas pode consertar o mercado e provocar uma melhora na qualidade dos projetos, o que atrairia mais investidores de porte para a indústria. E a combinação desses fatores criarão um ambiente favorável para uma base de sustentação legal e o fôlego necessário para o mercado de ICOs e com isso teremos grandes chances de vencer em 2018.

Uma boa olhada na realidade das ICOs revela uma enorme bagunça

No início das ICOs, muitos de nós adoramos a falta de barreiras do universo dos tokens que nos proporcionava a democratização do acesso aos recursos. Na realidade, a tokenização permite que qualquer entidade seja livre para emitir sua própria moeda a qual pode ser garantida por uma idéia ou pela reputação do fundador. Uma vez emitidos, os tokens podem ser fácilmente trocados no mercado aberto, o que faz dos ICOs e ITOs uma melhor forma de financiamento do que os tradicionais VCs, já que a retirada acontece logo em seguida.

No entanto, no final de 2017, um ano que podemos justificadamente chamar de "O ano dos ICOs," deveriamos reconhecer que algo saiu totalmente errado. No lugar de projetos ambiciosos e promissores que muitos de nós esperávamos usufruir, o cripto-mercado tem nos empurrado vários monstros Frankensteins os quais dizem integrar a tecnologia Blockchain dentro de negócios comuns. Ironicamente, os primeiros a entrarem e prosperarem no mercado dos ICOs foram projetos fraudulentos que jamais seriam implementados, eram apenas estelionatários buscando dinheiro fácil. Como pode?

O ciclo vicioso dos cães de guarda e fraudadores

Os legisladores (cães de guarda) em geral e especificamente o SEC se esforçam para proteger investidores amadores de perderem dinheiro. No entanto, esses legisladores são lentos em tirar os ICOs dessa zona cinzenta, e todos os esforços nesse sentido só estão conseguindo piorar as coisas. As tentativas "legais" resultaram em poucas regras sendo estabelecidas pelo mercado de tokens:

  1. A proibição de residentes americanos venderem tokens para evitar processos da SEC. (Porém ninguem pode evitar que os americanos usem o VPN).
  2. A não permissão de emissão de tokens que poderiam ser classificados como ações, como exemplo que garantam dividendos aos portadores, uma parcela em uma determinada empresa ou o direito ao voto. (O principal ponto aqui é uma tentativa de qualificar os tokens como sendo sem garantias ou arriscados, mesmo que isso não seja legalmente válido).
  3. Chamar seu token de "depósito" de pagamento. Se todos fingirem que os tokens são um pré-pagamento para serviços baseados em Blockchain, talvez não atrairíamos a atenção dos legisladores.

A caça as bruxas entre sonegadores e os legisladores acaba de se transformar uma nova categoria de investimentos em uma jornada pela busca de projetos de alta qualidade. Esses precisam analisar dentre as informações de projetos de estelionatários e vencer o enorme aumento nos custos de lançamento de uma ICO. Enquanto isso, os lucros não são garantidos - os esforços de um bom projeto podem ser em vão, graças as variações dos mercados, ou podem acabar nas mãos de um juíz. De maneira nenhuma os advogados podem garantir que os legisladores não vão questionar as justificativas de um ICO.

A escuridão antes do amanhecer

A ideia original de um acesso igualitário a mecanismos de crowdfunding foi aniquilada no que foi "O ano dos ICOs." Os custos de marketing decolaram graças a grande competição pela atenção dos investidores. Legisladores apertaram os cintos. Capitalizar-se em uma época de instabilidade das regras legais das criptomoedas, permitiu que os advogados cobrassem altos honorários e isso atrapalhou especialmente os projetos mais relevantes. Já que fraudadores não experimentam esses custos e não se importam em cumprir as exigências legais. Apesar de fraudadores terem algum sucesso no mercado de ICOs, também experimentarão uma grande queda no futuro graças a perda da confiança do mercado.

A crise que se aproxima pode trazer consequências positivas como o surgimento de ferramentas para permitir uma melhor avaliação dos projetos, ferramentas essas que podem ser copiadas dos VCs. Investidores vão tratar projetos como empreendimentos de longo prazo e vão examinar detalhadamente o histórico e experiência de seus fundadores. Esse aumento das expectativas pode consertar o mercado e provocar uma melhora na qualidade dos projetos, o que atrairia mais investidores de porte para a indústria. E a combinação desses fatores criarão um ambiente favorável para a criação de uma base de sustentação legal e o fôlego necessário ao mercado dos ICOs 2.0 e com isso teremos grandes chances de vencer em 2018.

Maxim Roslyakov é o co-fundador do Modern Token uma agência de cripto-consultoria. Ele representa uma combinação única de experiência nas áreas de gerenciamento e empreendedorismo em TI, marketing digital e e-commerce.