'Whales' podem não ter causado queda de preço do Bitcoin no fim de agosto, de acordo com estudo da CoinMetrics

Um novo estudo da empresa de análise de criptomoedas CoinMetrics, a enorme liquidação de Bitcoin que derrubou os preços abaixo dos US$ 10.000 no final de agosto não foi resultado de manipulações.

Uma das teorias no mundo das criptomoedas é a de que grandes traders - chamados de "Whales" - ou investidores institucionais podem manipular os preços do Bitcoin, especialmente por meio de volume falso ou derivativos de negociação. 

A atividade de negociação neste último caso é realizada em plataformas como a BitMEX ou a CME de Chicago. Essas plataformas de negociação permitem que os investidores obtenham exposição ao Bitcoin sem realmente possuí-lo. No entanto, devido às manipulações de preços conduzidas por grandes traders, o movimento de derivativos pode eventualmente refletir no preço do Bitcoin.

No entanto, esse aparentemente não foi o caso quando o Bitcoin despencou repentinamente em 28 de agosto. A CoinMetrics descobriu que os primeiros sinais de atividade comercial mais importante ocorreram na Coinbase durante uma janela de 20 segundos às 17:54 UTC. O preço do ativo digital na época era de US$ 10.240, e três grandes vendas se seguiram, totalizando 72 Bitcoin no valor de US$ 740.000.

De acordo com a CoinMetrics, "apesar dos exemplos anteriores desse tipo de atividade, a venda realizada em 28 de agosto não deixou nenhum sinal padrão de manipulação do mercado":

"As bolsas de futuros (principalmente BitMEX e CME) são locais importantes onde ocorrem atividades de negociação significativas e descoberta de preços e permitem que os comerciantes usem alavancagem para posições longas ou curtas. Devido a esses fatores, certos participantes do mercado são incentivados a negociar de maneira a maximizar o impacto do preço em mercados spot mais ilíquidos para projetar movimentos de preços que podem desencadear liquidações forçadas, pequenos apertões e chamadas de margem."

As ordens de venda da Coinbase podem ter iniciado a liquidação massiva, mas não há indicação de manipulação do mercado. Em vez disso, segundo o artigo, uma razão plausível por trás da tendência de baixa é que as vendas da Coinbase podem ter desencadeado uma reação dos algoritmos de negociação usados pelos formadores de mercado. As ferramentas pré-programadas podem interpretar os grandes pedidos como provenientes de potenciais comerciantes informados com informações detalhadas.

Os grandes pedidos de venda da Coinbase podem ter um efeito de bola de neve também porque a exchange de criptomoedas nos EUA faz parte da Taxa de Referência CME CF Bitcoin e do índice de preços Bitcoin da BitMEX. Assim, as plataformas de negociação de futuros acompanham a Coinbase de muito perto, e as chances são de que seus algoritmos tenham reagido às vendas.

A utilização de grande quantias de contratos alavancados em plataformas como a BitMEX pode afetar o mercado em momentos de grande volatilidade, causando grandes liquidações. Como reportado pelo Cointelegraph, a média de alavancagem utilizada pelos negociadores da BitMEX em 2019 é de 25 vezes.