Western Union não dará suporte a transferência de cripto no futuro próximo, diz CEO

O CEO da Western Union Co., Hikmet Ersek, disse que o serviço global de transferência de dinheiro não adicionará uma solução de transferência de cripto a seus serviços em breve, informou o MarketWatch em 13 de junho.

Falando no Economic Club de Nova Iorque, o diretor da maior empresa de transferência de dinheiro do mundo explicou que os clientes se inclinam em direção à moeda fiduciária em relação às moedas digitais, devido à possibilidade de uma utilização mais ampla de ativos sólidos como dinheiro. Ele disse:

“Os consumidores nos dizem o que querem. As pessoas não estão pagando suas contas de hospital em criptos.

Ersek também listou a postura geralmente cética dos bancos centrais em relação às criptomoedas como uma razão para não expandir seus serviços para ativos digitais. De acordo com Ersek, os bancos centrais não estão dispostos a abrir mão do controle sobre sua moeda local para mudar para uma alternativa digital ou descentralizada. Ele disse que "as nações são construídas sobre bandeiras, constituições, fronteiras e moedas", acrescentando que nenhum banco central que abrigue uma moeda de reserva consideraria desistir desse tipo de controle.

Em dezembro do ano passado, a Western Union lançou uma campanha contra transações de transferência eletrônica envolvendo transações cambiais digitais devido aos regulamentos internos da empresa. Em um post de um usuário do Reddit, a empresa informou à Kraken que não processaria uma transação relacionada a moedas digitais porque era contra regras internas.

Em fevereiro, a Western Union confirmou que estava testando transações com o uso do sistema de liquidação baseado no blockchain da Ripple. Ersek disse: "Estamos olhando especialmente na liquidação de processamento e otimização de capital de giro, também na parte de regulamentação, na parte de conformidade nas capacidades do blockchain".