Quer ir para o Colégio Técnico com Bitcoin?

A crescente popularidade do Bitcoin e outras criptomoedas levou a uma ampla consciência do poder do Blockchain para fazer negócios, gerenciar segurança e proteger ativos. À medida que a popularidade do Blockchain cresceu, a procura por especialistas no campo tornou-se maior do que nunca. Até mesmo a ONU está à bordo, buscando utilizar o Blockchain para ajuda internacional.

Toda a pressão levou a faculdades que desejam adicionar a tecnologia Blockchain como parte de seu currículo. A precursora é a Universidade de Nicósia, a primeira a aceitar pagamentos em Bitcoin e onde os alunos podem obter um diploma de pós-graduação Blockchain completo.

Agora, outras faculdades e universidades estão entrando na onda, tanto na oferta de cursos a permitir que os alunos paguem a taxa de matrícula com o Bitcoin.

O mais recente a se juntar à briga é a Escola Européia de Gestão e Tecnologia (ESMT na sigla em inglês), onde começaram a oferecer um workshop de moedas digitais e permitem que os estudantes paguem as matrículas via Bitcoin. O diretor financeiro da escola, Georg Garlichs, diz:

"A força motriz por trás da nossa decisão foram a necessidade e os problemas experimentados por estudantes de países distantes. É simplesmente difícil enviar dinheiro a partir daqui por várias razões, sejam taxas elevadas, problemas técnicos ou simplesmente controle de capital, quando [governos] não querem que [estudantes] enviem capital para fora do país ".

À medida que a popularidade e a aceitação das criptomoedas aumentam, mais e mais especialistas serão necessários e as escolas devem atender a demanda.


Siga-nos no Facebook