Verizon recebe patente para cartões SIM virtuais baseados em blockchain

A líder de tecnologia e comunicação Verizon recebeu uma patente para usar cartões SIM virtuais (virtual subscriber identity modules - vSIMs) para dispositivos de clientes.

Um pedido junto ao Escritório de Marcas e Patentes dos Estados Unidos (United States Patent and Trademark Office)em 10 de setembro detalha uma tecnologia de criptografia blockchain, na qual um cartão SIM físico tradicional pode ser substituído por uma versão de software do SIM. De acordo com o documento, isso garante mais segurança e a existência de apenas uma cópia do vSIM em um dispositivo por vez. O documento explica ainda:

“O dispositivo de rede inicia a criação de uma blockchain, incluindo um certificado vSIM para os serviços de rede, na qual ele inclui uma IMSI (International Mobile Subscriber Identity). [...] O vSIM pode ser recuperado e usado por qualquer um dos diferentes dispositivos associados à conta do usuário, transferido entre dispositivos associados à mesma conta do usuário ou atribuído temporariamente a outros usuários. ”

Proteção com código de autenticação

Os vSIMs são protegidos com um código de autenticação especial que impede que terceiros tenham acesso se o código de autenticação recebido do dispositivo de um cliente não corresponder ao código de autenticação registrado na plataforma vSIM.

Tentativa de corromper a equipe da Verizon para obter informações sobre o SIM

Em uma análise dedicada publicada em novembro do ano passado, Cointelegraph relatou que uma fonte anônima da Verizon havia sido abordada via Reddit, onde recebeu proposta de suborno em troca de dados para SIM Swapping (troca de chips). Foi-lhe dito que ele poderia ganhar até US$ 1.000 por semana para transferir os números de telefone dos clientes para novos cartões SIM.

Outro funcionário da Verizon alegou que o hacker, que também o encontrou no Reddit, prometeu-lhe que ganharia "US $ 100.000 em alguns meses" se ele cooperasse - tudo o que ele precisava fazer era "ativar os cartões SIM para [o hacker] quando [ele estava] no trabalho ou dar ao hacker seu ID e senha de funcionário ".

Prioridades Blockchain

Neste verão, a Verizon procurou ativamente contratar novos funcionários para trabalhos relacionados a blockchain, incluindo desenvolvedores de blockchain. Em particular, a Verizon publicou cinco vagas para um desenvolvedor de blockchain em 1º de julho. De acordo com a listagem, os candidatos bem-sucedidos seriam obrigados a “pesquisar, projetar, desenvolver e testar tecnologias blockchain”, entre outras responsabilidades.