Banco Central da Venezuela considera fazer 'hold' de Bitcoin e Ethereum

O Banco Central da Venezuela está explorando a possibilidade de fazer hold de Bitcoin (BTC) e Ether (ETH) em seu poder, de acordo com uma fonte anônima que supostamente têm informações diretas sobre o assunto.

Poderia um Banco Central armazenar Bitcoin e Ether?

De acordo com um artigo da Bloomberg em 26 de setembro, o banco central da Venezuela está analisando mais de perto se eles têm a possibilidade de armazenar criptomoedas.

A empresa estatal de petróleo e gás, Petroleos de Venezuela SA (PSDV), solicitou ao banco central que investigasse o assunto depois que o produtor de petróleo teve dificuldades em receber pagamentos de clientes internacionais devido a sanções dos EUA contra o atual regime do presidente venezuelano Nicolas Maduro.

As fontes não identificadas disseram que a PSDV está estudando sobre como transferir Bitcoin e Ether para o banco central da Venezuela e depois possibilitar com que a instituição central pague seus fornecedores em criptomoedas.

Cripromoedas poderiam contar como reservas internacionais

Na esperança de superar seu isolamento do sistema financeiro global, o banco central venezuelano está estudando propostas que veriam criptomoedas contadas para as reservas internacionais do país, que atualmente se situam a uma baixa de 30 anos em US $ 7,9 bilhões.

Venezuela recebe seu primeito ATM de Bitcoin

O Cointelegraph publicou em Setembro após várias falsas partidas, o primeiro caixa eletrônico de criptomoedas da Venezuela foi instalado na cidade de San Antonio del Táchira. A empresa latino-americana Panda BTM instalou a máquina que suporta criptomoedas como Bitcoin, Bitcoin Cash (BCH), e DASH, bem como a moeda oficial da Venezuela e pesos colombianos.