Vaticano realiza conferência em parceria com empresa blockchain para debater resíduos plásticos nos oceanos

O Vaticano realiza nesta semana, em 5 de setembro, uma conferência online para debater o estado dos oceanos e o combate à pobreza em parceria com a empresa de blockchain Plastic Bank. O portal ACI Digital publicou a notícia em 28 de setembro.

A Plastic Bank é uma empresa que usa uma rede blockchain para combater o crescimento de resíduos plásticos dos oceanos e a pobreza. A rede ajuda os participantes a monetizarem os resíduos plásticos, criando uma espécie de rede bancária que permite que eles possam trocá-los por dinheiro. O plano da empresa é reunir um bilhão de pessoas para "monetizar resíduos e melhorar a vida".

A iniciativa em parceria com o Vaticano teria como ponto de partida a encíclica Laudato Si, do Papa Francisco, que supostamente guiar os fiéis a "colocar sua fé em prática e assim converter-se na mudança que o mundo precisa hoje", diz a matéria.

Entre os clérigos e cientistas presentes estarão o Pe. Joshtrom Isaac Kureethadam, coordenador de ecologia e criação no Dicastério para o Desenvolvimento Humano Integral, o Dr. Robert Sluka, do Programa de Conservação Costeira, e o Dr. Peter Nitschke, especialista inter-religioso do Plastic Bank.

A organização da conferência com foco na sustentabilidade ainda diz no texto que a "Plastic Bank se une para lançar nossa rebelição inter-religiosa de plástico social. Nosso apelo urgente à ação é para curar o oceano e empoderar as comunidades pobres".

O evento é restrito a 100 pessoas e é gratuito, com inscrição necessária pelo site.