Usando a tecnologia Blockchain para melhorar a publicidade baseada em localização

Na era dourada da propaganda, encontrar uma audiência era tão fácil como publicar um anúncio em um jornal amplamente divulgado, tocar numa rádio ou canal de TV, ou colocando outdoors em áreas relevantes. Porém, com o advento da Internet e a proliferação de novos tipos de mídia, lançar mão de uma rede tão ampla é a maneira menos eficiente de atrair clientes. À medida que os intervalos de atenção são reduzidos em proporção ao número de anúncios concorrentes em nossa periferia, os anunciantes devem concentrar suas mensagens em públicos específicos mais do que nunca.

Para as pequenas empresas, a segmentação é especialmente crucial. Os anúncios devem ser ajustados em vários níveis: por localização demográfica, geográfica, canais usados ​​e muito mais. O objetivo não é apenas o de ter gente andando na sua loja, mas que seja o tipo certo de gente. Para atender a essas empresas, surgiu a publicidade baseada em localização (LBA, na sigla em inglês). A publicidade baseada em localização ajuda as lojas físicas locais ao combinar a publicidade móvel com a tecnologia de segmentação geográfica. O sucesso desta nova marca de publicidade justifica a taxa em que o setor de LBA está crescendo. Espera-se que cerca de US $ 30 bilhões se destinem a esta indústria até 2020, uma taxa de crescimento anual de 24,6% em relação aos US $ 9,8 bilhões de 2015 de acordo com a BIA Kelsey.

Entretanto, apesar da eficácia deste nicho de marketing, ele ainda enfrenta muitos desafios. As pessoas admitiram suas preocupações de privacidade com a segmentação de anúncios com base em GPS e demonstram que hesitam em optar por participar. Além disso, alguns dos serviços de promoção que se firmaram no setor de LBA torna trazer para as lojas os clientes que se viraram clientes on-line um processo frustrantemente ineficiente. Todavia, o Blockchain já está disrompendo esse status quo e ameaça derrubar as barreiras que já estão em vigor nesta jovem indústria.

Ficando granular com a propaganda

Atacadistas e varejistas em um local específico devem tirar vantagem de ferramentas de segmentação granulares. Isso evitará que desperdicem preciosos dólares em publicidade naqueles que não têm chance de se tornar um cliente. Mais importante do que alcançar, no entanto, é como uma empresa local é capaz de criar eficazmente uma comunidade on-line para suportar suas operações off-line.

Determinar a demografia do público-alvo e ajustar o conteúdo de sua mensagem é importante para esse esforço. Assim, ela também cria promoções atraentes que incentivam os clientes a entrar ao passarem pela porta da frente da loja. Para isso, a maioria das empresas escolhe uma plataforma promocional baseada em localização, como o Groupon.

Atingindo alvos específicos

As interações que as plataformas como Groupon incentivam entre empresas e clientes são superficiais e improdutivas. Os locais serão direcionados com cupons de promoções em sua área e podem comprá-los instantaneamente. Este sistema revela dois problemas fundamentais: os clientes não precisam fornecer qualquer valor adicional além do dinheiro, e eles só são encorajados a ir ao restaurante ou loja se tiverem um desconto. Os próprios cupons são restritos a determinados horários do dia e a produtos específicos ou itens de menu também. Para as empresas, o trabalho árduo deve ser feito para otimizar esses descontos para que o dinheiro não seja perdido quando os clientes os resgatem.

Outras companhias, como a FourSquare, oferecem às empresas e aos consumidores uma visão distorcida do mercado. As empresas devem pagar por dados do usuário que são curados por comerciantes e não possuem dados reais sobre a eficiência com que o dinheiro foi gasto. Os usuários, por outro lado, devem percorrer centenas de postagens tentando discernir se o que lhes está sendo mostrado em seu local é uma opinião de usuário real ou um post patrocinado que foi melhor inflado artificialmente. Desta forma, não há incentivo real para confiar no sistema, ou participar ativamente dele.

Onde o status quo falha ao criar motivação para fidelizar clientes para o longo prazo é onde entra o Blockchain. Novas plataformas LBA baseadas na tecnologia oferecem às empresas locais uma maneira de nutrir comunidades on-line onde o valor sempre circula entre si e seus mais leais defensores on-line.

Como o Blockchain pode ajudar

Sendo uma tecnologia de livro-razão descentralizado, o Blockchain é como uma plataforma de software que é executada em uma rede de seus próprios participantes em vez de um servidor central. Sua infraestrutura única se direciona naturalmente para vencer as desvantagens de segurança de hospedagem centralizada de conteúdo e torna o armazenamento de informações e valor na rede mais seguro do que nunca. Blockchains geralmente usam criptomoedas como um meio de troca para o que quer que seja transferido entre os usuários da rede, como espaço em uma plataforma de armazenamento em nuvem, largura de banda em um serviço descentralizado VPN ou dinheiro digitalizado em soluções como Bitcoin ou Ethereum. Os intermediários não têm lugar no Blockchain, pois não há barreiras entre usuários e provedores de conteúdo, não havendo lugar para a instalação de tarifas ou taxas.

A criptomoeda atua como um tipo de recompensa monetária, mas pode ser personalizado para incentivar as partes interessadas apenas para as atividades que beneficiem outras pessoas no ecossistema. A publicidade baseada em localização é uma aplicação pertinente para esta tecnologia, pois pode alinhar melhor os interesses daqueles que estão sendo direcionados e aqueles que fazem a segmentação, criando uma conexão mutuamente benéfica entre eles. Empresas inovadoras estão perseguindo esse conceito com entusiasmo.

Habilitando recompensas através de tokenização

Ao tokenizar seus serviços, as empresas recompensam as pessoas em sua área local que completam tarefas que inerentemente criam valor, como publicar em redes sociais, escrever uma breve avaliação e assim por diante. Os tokens da plataforma LBA podem ser gastos nesses varejistas, como dinheiro, com mais liberdade do que um mero cupom. Os consumidores que trabalham arduamente para contribuir, participar e gastar seus tokens com frequência são rastreados pelo livro-razão maior imutável e recebem uma pontuação que lhes permite faturar mais tokens para usar em suas lojas favoritas.

Esse sistema autossustentável recicla o valor de forma hermética, o que significa que os comerciantes não têm que se digladiar para conseguir clientes leais e podem obter resultados de publicidade tangíveis em troca de um pequeno desconto.

De forma mais vital, o Blockchain pode oferecer aos comerciantes acesso a dados irrefutáveis ​​que possam otimizar seus esforços. Devido à forma como a tecnologia é construída - com as transações sendo registradas em um registro livro-razão imutável e aberto - os dados do usuário permanecem protegidos. Ele também oferece às empresas a capacidade de confiar plenamente em seus resultados, pois não há intermediário ou filtro que distorçam a exibição. Isso dá aos comerciantes a capacidade de melhor aprimorar suas promoções e oferecer ofertas mais relevantes aos clientes com base em dados transparentes.

A adoção é inevitável

O serviço de tokenização ajuda a impulsionar a transparência na publicidade baseada em localização, proporcionando um melhor alcance para as empresas locais e oferecendo aos clientes um melhor negócio em troca. Os dispositivos móveis têm a capacidade de ser um portal para as melhores experiências locais, mas não quando os intermediários se configuram em cabines de pedágio em ambos os sentidos. Felizmente o Blockchain está ajudando a construir uma faixa expressa, onde os clientes locais podem rapidamente encontrar os estabelecimentos locais com maior entusiasmo em seguir seus negócios.


Siga-nos no Facebook