EUA: Serviço de finanças de impostos diz que apenas 0,04% dos clientes declararam criptomoedas ao IRS em 2017

Menos de 100 de 250.000 cidadãos, ou 0,04 por cento, que apresentaram declarações fiscais federais neste ano até o momento através do serviço de finanças pessoais Credit Karma, que reportou transações de criptomoeda ao Internal Revenue Service (IRS), informou a Reuters na terça-feira, 13 de fevereiro.

O gerente geral de impostos da Karma Tax, Jagjit Chawla, disse que a empresa não se surpreendeu com uma pequena quantidade de declaraçoes de criptomoeda, uma vez que os cidadãos "com situações tributárias mais complexas" costumam apresentar as declarações depois na temporada de impostos. No entanto, Chawla acrescentou que, considerando o aumento das criptomoedas em 2017, a empresa "espera que mais pessoas comecem a fazer reportes".

A  temporada de declaração de impostos nos EUA em 2018 começou em 29 de janeiro e o prazo para enviar as declarações de impostos de 2017 é até 17 de abril.

O IRS, que começou a fornecer orientação para a tributação do Bitcoin em março de 2014, ele trata a criptomoeda como propriedade. Como tal, o IRS considera a compra, venda,  comércio e mineração de criptomoeda como eventos tributáveis.

O comerciante independente de criptomoeda Brandon Williams disse à CNBC que seria mais razoável se eles tratassem as criptomoedas como moedas, já que o status da propriedade é "quase proibitivo na busca da adoção popular".

De acordo com Williams, a pequena quantidade de registros de criptomoedas nas declaraçoes de impostos por Credit Karma ressalta "a dificuldade em informar com precisão seus ganhos e perdas em criptos". Williams disse que, com mais de duas transações de criptomoeda por dia, leva pelo menos três ou quatro horas a cada duas semanas para registrar perdas e ganhos comerciais, levando em consideração volumes e volatilidade.


Siga-nos no Facebook