Senador Warren dos EUA propõe projeto de lei que permite aos consumidores congelar histórico de crédito de graça

Após o enorme hack da plataforma Equifax e o comprometimento dos dados pessoais de mais de 143 milhões de americanos anunciado na semana passada, os legisladores estão buscando maneiras de proteger os consumidores.

A senadora dos Estados Unidos, Elizabeth Warren, anunciou a proposta de um projeto de lei que permitiria que os consumidores congelassem seus créditos de graça - um serviço que tradicionalmente é pago. O projeto de lei já recebeu o apoio de outros 11 senadores.

A agência de relatórios de crédito, que fez mais de US$ 3 bilhões no ano passado, foi posta em cheque por causa da proteção de informações abaixo da média para os consumidores. Como a Cointelegraph informou, a Hold Security conseguiu invadir os arquivos pessoais dos funcionários com admin/admin como o nome de usuário e a senha.

Blockchain para proteção de dados

A indignação generalizada sobre o enorme hack também produziu um chamado renovado para novas e melhores maneiras de proteger os dados dos consumidores. Já foi comprovado que a tecnologia Blockchain protege informações e fornece segurança muito superior à maioria dos sistemas.

O livro-razão distribuído da tecnologia Blockchain torna acessível a informação sem a chave apropriada impossível e teria protegido os dados dos consumidores. Em uma irônica reviravolta nos eventos, os hackers exigiram resgate em Bitcoin, sabendo que ele é anônimo.