Hacker dos EUA, Pego por Roubo de Colar, Confessa Roubo de US$ 40 Milhões em Bitcoin

Theodore Price, um autodenominado hacker informático, reivindicou a responsabilidade por um dos maiores roubos de moeda digital quando foi investigado pela polícia por dois laptops roubados e um colar de ouro.

Price abriu o jogo para um detetive local, bem como um Agente de Segurança Interna, que chegou até ele em uma investigação de jóias e equipamentos de informática desaparecidos da casa dos pais da namorada.

É alegado que Price escreveu um software para roubar entre US$ 40 e US$ 50 milhões em Bitcoin, substituindo os endereços da carteira por malware.

Carteiras Bitcoin Simuladas

Se o roubo for provado como verdadeiro, seria classificado entre os cinco maiores roubos de moedas digitais de todos os tempos, disse o professor de ciência da computação da Universidade Cornell, Emin Gun Sirer.

No topo desta lista ainda está o hack da Mt.Gox que viu US$ 480 milhões de dólares evaporarem de seus cofres digitais.

Price supostamente alcançou essa façanha escrevendo um software que simula o código usado para criar carteiras Bitcoin. A partir daí, o malware foi distribuído em vários fóruns da Internet e foi injetado em endereços de e-mail.

O software rouba as chaves do Bitcoin ao substituir as carteiras de outras pessoas pela de Price durante as transações.

Price admitiu que uma das carteiras de Bitcoin em sua posse continha US$ 34,6 milhões e que estava planejando lavá-la e fugir para Londres, Inglaterra.

Os vingadores se reúnem

Price começou a planejar a fuga do país enquanto ainda tentava descobrir como usar seus Bitcoins roubados. Com a natureza transparente do livro-razão do Bitcoin, ele poderia permanecer anônimo, mas sua transação poderia ser anotada e chamar a atenção.

O plano de Price incluia fretar um jato particular para a Inglaterra sob o nome de Jeremy Renner, o ator que interpreta Hawkeye na franquia do filme "Os Vingadores".

Pego por uma corrente de ouro

A polícia começou a investigar o homem da Pensilvânia quando os pais da namorada de Price voltaram para casa e deram pela falta de dois laptops, bem como um colar de ouro. O hacker foi abordado por sua namorada sobre o roubo, já que ele tinha acesso à casa, mas ele negou.

Mais tarde, descobriu-se que a Price vendeu o laptop do pai dela por US$ 150, quando duas bolsas de laptop com o computador da mãe dela, cartões de crédito roubados pertencentes a pessoas relacionadas à namorada e a informação de cartão de crédito na dark web foram descobertos em sua posse.

Todo o dinheiro do mundo, nenhum lugar para gastá-lo

Parece estranho que Price, que está admitindo ter mais de US$ 40 milhões em Bitcoin, estaria vendendo computadores portáteis pela pequena soma de algumas centenas de dólares. É o fato de que lavar dinheiro com o Bitcoin não é tão simples quando o livro-razão é público.

Os hackers geralmente tentam processar grandes quantidades de Bitcoin através de “tumbling”, o que significa misturá-lo com as transações de outras pessoas.