EUA: Empresa de caixa eletrônico Bitcoin Coinme vai vender Bitcoin em máquinas de contagem de moedas Coinstar

A operadora de caixas eletrônicos de Bitcoin (‘BTM’) dos Estados Unidos Coinme entrou em uma parceria para vender Bitcoin (BTC) em quiosques de contagem de moedas de propriedade da Coinstar, confirmou a empresa em um comunicado de imprensa datado de 17 de janeiro.

A Coinme, que foi a primeira operadora de BTM a receber uma licença nos EUA em 2014, vai supostamente adicionar milhares de locais com a parceria, que já testemunhou as integrações entrando em operação.

O CEO e cofundador da empresa, Neil Bergquist, comentou no comunicado de imprensa:

"O Bitcoin agora está acessível em sua mercearia local, através dos quiosques da Coinstar e essa oferta facilitará ainda mais a participação dos consumidores nessa nova e dinâmica economia."

A Coinstar oferece quiosques de conversão de moeda em dinheiro em vários países do mundo. Ainda não se sabe se o recurso Bitcoin se expandirá para além dos EUA, e a empresa não forneceu dados sobre quantas máquinas oferecerão o serviço.

"A Coinstar está sempre buscando novas maneiras de oferecer valor a nossos consumidores quando visitam nossos quiosques", acrescentou Jim Gaherity, CEO da Coinstar.

De acordo com o CoinATMRadar, recurso de monitoramento da indústria, havia 4187 BTMs conhecidos em todo o mundo na sexta-feira, dos quais 2516 (cerca de 60%) estavam nos EUA.

O mercado cresceu consideravelmente nos últimos anos, com várias operadoras disputando o controle do que elas acreditam que se tornará um ponto de partida altamente popular para o uso de criptomoedas.

Um relatório publicado em setembro do ano passado indicou que os BTMs cresceriam para constituir uma indústria de US $ 144,5 milhões até 2023.

Com o aumento da presença vem o risco aumentado, porém, os pesquisadores no ano passado também alertavam sobre a aparição de malwares dedicados para as máquinas.