Relatório atualizado da Morgan Stanley diz que criptomoeda é "nova classe de investimento institucional"

O Bitcoin e altcoins são uma "nova classe de investimento institucional" desde 2017, afirma o Morgan Stanley, banco multinacional de investimento e empresa de serviços financeiros dos Estados Unidos, em um novo relatório divulgado em 31 de outubro.

O documento, intitulado "Bitcoin Decrypted: Um Breve Ensinamento e Implicações", mostra o Morgan Stanley, recentemente otimista, analisando os "surpreendentes" desenvolvimentos em criptomoedas que continuam até os dias atuais.

De acordo com suas últimas descobertas, as “surpresas” decorrentes da cripto em 2018 são uma “forte” formação de novos fundos direcionados ao setor, bem como o “crescimento” de futuros atrelados à criptomoeda.

Apesar do persistente pessimismo no mercado deste ano e da consequente queda nos preços, continua o Morgan Stanley, Bitcoin e altcoins constituíram uma “nova classe de investimento institucional” desde 2017.

Os pesquisadores também permaneceram positivos em tecnologia descentralizada, descrevendo-a como tornar o mundo "melhor".

O documento destaca-se em sua natureza positiva e marca um dos mais fortes sinais de que Wall Street está rapidamente "se enamorando" com o Bitcoin em particular. Ao discutir sua própria entrada, os gigantes do investimento têm rotineiramente destacado a demanda do cliente como motivando-os a se envolver com a indústria.

No mês passado, fontes anônimas disseram à mídia que a gigante do setor bancário seguiria os passos de pesos pesados ​​de Wall Street, como a NASDAQ e o Citigroup, ao considerar as opções de negociação de Bitcoin para clientes.