Não confirmado: Circle, startup de cripto pagamentos apoiada pelo Goldman Sachs, busca US$ 250 milhões em financiamento

A Circle, empresa de cripto finanças apoiada pelo Goldman Sachs, está tentando arrecadar US$ 250 milhões em financiamento combinando capital próprio e dívida. A fonte das informações é uma pessoa anônima familiarizada com os planos da empresa, de acordo com uma publicação do site de notícias de tecnologia The Information de 2 de março.

Segundo o artigo, a Circle - que gera receita com taxas de negociação de suas exchanges de criptomoedas (Poloniex e a institucional Circle Trade) - tem observado queda em seus lucros após a quebra do mercado global de criptomoedas resultar na diminuição dos volumes negociados. Ainda assim, em entrevista ao The Information, o cofundador da Circle, Jeremy Allaire, afirmou que a receita da empresa cresceu entre 2017 e 2018, apesar da queda nos preços das criptos.

Como o Cointelegraph informou em janeiro, a negociação de criptos no mercado de balcão (OTC) da Circle (Circle Trade) tinha um volume nocional de US$ 24 bilhões em 2018.

A Circle também é a empresa por trás da stablecoin USD Coin (USDC), que teve seu terceiro relatório de auditoria divulgado em janeiro pela companhia. A moeda foi adicionada pela Binance ao seu mercado de combinado de stablecoin em dezembro do ano passado.

Mais recentemente, como parte de um objetivo geral de operar de forma mais ampla no mercado institucional de criptomoedas, a Gemini - exchange de criptomoedas fundada pelos gêmeos Winklevoss - uniu-se à comunidade de corretores da British Telecommunications Radianz Cloud.