Sociedade Marítima do Reino Unido cria modelo de registro de navios baseados em blockchain

A Lloyd's Register (LR), uma sociedade britânica de classificação marítima de tecnologia e negócios, criou um modelo de um registro de classe de navios com blockchain, de acordo com um comunicado de imprensa oficial publicado em 4 de setembro.

O novo registro de classe da LR é declaradamente "o primeiro demonstrador que pode registrar navios na classe", implantando a tecnologia blockchain. Originalmente, a LR publicou o primeiro “Registro de Navios” em 1764, a fim de fornecer tanto aos subscritores quanto aos comerciantes informações sobre a condição e a qualidade das embarcações seguradas e afretadas.

A fim de transformar o sistema que foi introduzido no século XVIII, a LR estabeleceu uma parceria com a Applied Blockchain, empresa de blockchain sediada em Londres. Com a aplicação do novo “registro de classe”, a empresa pretende impulsionar a classificação e o registro de novos navios, além de lançar um protótipo de serviço de registro baseado em blockchain.

O registro do protótipo é atualmente demonstrado na principal feira marítima internacional SMM que acontece em Hamburgo, Alemanha, de 4 a 7 de setembro.

O diretor da LR Marine & Offshore Nick Brown comentou que a empresa testou com sucesso a tecnologia blockchain para registro de navios, descobrindo que o registro blockchain possibilita “imutabilidade e auditabilidade”, o que por sua vez permite “confiança reforçada” entre comerciantes e subscritores, bem como facilitando a disponibilização do compartilhamento de dados “minuto a minuto”.

Brown acrescentou que a empresa está agora desenvolvendo métodos de promover o valor do projeto recente "para outras partes interessadas na cadeia de suprimentos marítima".

A tecnologia Blockchain foi implementada por várias esferas de transporte em todo o mundo. Em 20 de agosto, a maior operadora de ônibus da China, a NTS, fez parceria com a empresa de tecnologia norte-americana Seven Stars Cloud Group (SSC) para substituir todos os ônibus tradicionais por veículos elétricos a partir de 2021 usando a tecnologia blockchain.

No início de julho, a maior empresa de logística da Coreia do Sul, a Lotte Global Logistics, juntou-se à Blockchain na Aliança de Transporte (BiTA), que desenvolve e promove aplicações blockchain no setor de transporte e logística.