Turquia estabelece primeiro centro universitário blockchain do país

A Turquia estabeleceu o primeiro centro blockchain de nível universitário do país, com o objetivo de fechar a lacuna de especialistas em blockchain e garantir ampla implantação da tecnologia, informou o jornal Daily Sabah no dia 3 de agosto.

O Istanbul Blockchain and Innovation Center (BlockchainIST Centre) foi inaugurado na Universidade Bahçeşehir (BAU). De acordo com o diretor do centro, Bora Erdamar, BlockchainIST está definido para ser "o mais importante centro de pesquisa e desenvolvimento e inovação na Turquia em que estudos científicos e publicações são feitas em tecnologias blockchain."

Erdamar disse que a Turquia pode ter a chance de se tornar o principal país em tecnologia que "transformará a humanidade". Ele destacou a importância da cooperação com outros estabelecimentos educacionais, empresas e instituições governamentais para conduzir pesquisas de blockchain adequadas e examinar possíveis casos de uso. .

Enquanto isso, outras universidades em todo o mundo já adotaram os benefícios da tecnologia de contabilidade distribuída, oferecendo blockchain, contratos inteligentes e cursos relacionados à criptomoeda.

Somente neste ano, a Universidade de Stanford estabeleceu o Centro de Pesquisa Blockchain, apoiado em parte pela Fundação Ethereum, e a principal fundação universitária brasileira, a Fundação Getúlio Vargas, começou a oferecer o primeiro mestrado do país em financiamento de cripto. A Ripple também doou US $ 50 milhões para 17 universidades em todo o mundo para apoiar a educação em blockchain e cripto.

Embora o diretor da BlockchainIST tenha enfatizado que a Turquia está se tornando digitalizada e envidando grandes esforços para acompanhar o resto do mundo na transformação digital, as autoridades turcas demonstraram uma postura ambígua em relação à indústria cripto.

Em novembro passado, o governo do país assumiu uma posição dura contra o Bitcoin (BTC), quando legisladores da Direção de Assuntos Religiosos do Estado disseram que o BTC “não é compatível” com o Islã. No entanto, em fevereiro deste ano, o vice-presidente do Partido do Movimento Nacionalista da Turquia não apenas propôs regulamentações para o mercado, mas também mencionou a possibilidade de uma moeda digital nacional, chamada de TurkCoin.