Justin Sun, do Tron, sugere colaboração 'oficial' com o Ethereum neste ano

O fundador e CEO do Tron (TRX), Justin Sun, afirmou que acredita que o ecossistema Tron "colaborará oficialmente" com o Ethereum (ETH) este ano. Sun fez seus comentários durante uma entrevista ao podcast The Crypto Chick neste sábado, 6 de abril.

Sun afirmou que acredita que ainda “neste ano veremos o Tron colaborar, oficialmente, com o Ethereum”. Em resposta a uma pergunta sobre os recentes tweets de Vitalik Buterin sobre o Tron, Sun afirmou que “a concorrência traz um produto melhor.” Ele ainda adicionou:

"Acho que no futuro vamos colaborar com muitos desenvolvedores do Ethereum e também com as empresas construídas no Ethereum antes de tornar a indústria melhor."

Sun também anunciou uma solução de escalabilidade de segunda camada para o Tron, que, segundo ele, irá aumentar a taxa de transferência em pelo menos 100 vezes e diminuirá drasticamente as taxas, com implementação prevista para o segundo trimestre de 2019. Sun havia twittado recentemente sobre a solução - apelidada Sun Network - mas absteve-se de afirmar uma data para o lançamento.

Durante o podcast, Sun também notou que a versão da stablecoin baseada no Tron, o Tether (USDT), deve ser lançada em 9 de abril. Sun argumentou que a stablecoin permitirá transações mais baratas e rápidas do que o protocolo Omni USDT baseado no Bitcoin (BTC).

Sun também notou que no segundo trimestre deste ano, o Tron também introduzirá uma “nova rede com uma opção de privacidade”, baseada na tecnologia usada pela altcoin Zcash (ZEC).

Como informado pelo Cointelegraph em março, duas grandes exchanges de criptomoedas - a Huobi Global, sediada em Singapura, e a OKEx, baseada em Malta - anunciaram suporte à versão da USDT baseada em Tron.

Na sexta-feira, a Radar, startup por trás da exchange descentralizada Radar Relay, que arrecadou US$ 10 milhões no ano passado, anunciou que lançará novas ferramentas de desenvolvimento para a plataforma de escalabilidade blockchain, Lightning Network.