Tron anuncia protocolo de sistema descentralizado de arquivos com variante de IPFS baseado em BitTorrent

A plataforma blockchain Tron, que está por trás da criptomoeda descentralizada com foco na web, o Tron (TRX), anunciou planos de desenvolver uma versão baseada em BitTorrent do sistema de arquivos descentralizado InterPlanetary File System (IPFS). O desenvolvimento foi compartilhado em comunicado enviado ao Cointelegraph em 30 de maio.

Segundo a nota, o BitTorrent File System (BTFS) é uma variante do já mencionado software de código aberto IPFS, e vai "permitir que usuários possam receber e hospedar armazenamento em seus computadores com outros indivíduos e negócios". Testes internos do protocolo BTFS teriam começado já no fim de maio. Justin Sun, fundador da Tron e — desde sua aquisição em junho do ano passado — CEO da BitTorrent, comentou sobre a iniciativa:

"Estamos criando uma plataforma com BTFS, a integração da blockchain BitTorrent Speed e o utility token BTT, para permitir que os usuários interajam de maneira rápida e privada entre si ao redor do mundo, sem intervenção intermediária ou governamental".

O comunicado cita um estudo não-especificado de 2018, conduzido pelo McKinsey Global Institute, que teria alegado que "5.750 das maiores empresas públicas e privadas do mundo, com receita igual ou superior a US$ 1 bilhão, descobriram que 1% destas empresas recolheu 36% dos lucros econômicos". O autor do texto, por outro lado, escreve:

“Uma internet descentralizada criaria um cenário em que alguns destes lucros - de vendas de propaganda, colheta de dados e outros meios - dariam retorno para as pessoas que optarem pelo modelo de negócios das grandes empresas. ”

Como o Cointelegraph noticiou no começo de março, a BitTorrent anunciou que vai lançar a versão pública beta de seu aplicativo descentralizado de mídia social BitTorrent Live no segundo trimestre de 2019.

Porém, em janeiro, um ex-diretor de estratégia da BitTorrent disse que a Tron não iria conseguir gerenciar o volume de transação necessário para tokenizar a BitTorrent. Em resposta, um porta-voz da Tron disse ao Cointelegraph à época que "as ações e as atitudes vão falar mais alto que as palavras um ex-funcionário descontente."