Lançada em Cingapura uma exchange tokenizada de créditos de carbono para linhas aéreas

A AirCarbon, exchange de troca de carbono, lançou uma plataforma global de negociação de créditos de carbono tokenizados em Cingapura.

O canal de notícias de negócios Business Times informou em 30 de outubro que a plataforma permitirá que empresas como companhias aéreas comprem e vendam tokens que representam créditos de compensação de carbono ou Unidades de Emissão Elegíveis (EEUs), aprovadas pela Organização de Aviação Civil Internacional (ICAO).

O primeiro token que representa uma EEU foi criado nesta terça-feira por Koh Poh Koon, Ministro de Estado Sênior do Ministério do Comércio e Indústria, após o lançamento da plataforma na Asia Clean Energy Summit 2019. O front end da plataforma foi projetado pela empresa de derivativos financeiros Reino Unido First Derivatives.

Exchange será lançada totalmente em 2020

A AirCarbon ainda não recebeu a licença de operador de mercado reconhecida que solicitou junto à Autoridade Monetária de Cingapura. A empresa pretende lançar totalmente a exchange no ano que vem. O site da empresa descreve seu serviço da seguinte maneira:

"Uma exchange digital regulamentada em Cingapura focada em atender à responsabilidade de carbono das partes interessadas do setor de transporte sob o regime CORSIA da ICAO".

Os créditos são representados por security tokens fungíveis em uma blockchain e cada um é equivalente a uma tonelada de créditos de carbono compatíveis com a CORSIA.

A empresa também tem como objetivo financiar gratuitamente as taxas de registro, consultoria, emissão e auditoria de algumas EEUs com a iniciativa AirCarbon Registration Facility.

Uma iniciativa conjunta

Em troca das doações, os desenvolvedores dos projetos de compensação de carbono financiados devem se comprometer a listar e negociar seus créditos na próxima plataforma de negociação de créditos tokenizados.

A exchange é declaradamente o resultado de uma colaboração com a Associação de Energia Sustentável de Cingapura (SEAS), que conta com o apoio do conselho estatutário local Enterprise Singapore. O presidente da SEAS, que também é presidente e cofundador da AirCarbon, Edwin Khew, comentou:

"Nosso objetivo é tornar o token AirCarbon o instrumento mais fácil e simplificado para o comércio de EEUs da CORSIA em todo o mundo".

Khew também afirmou que a plataforma será a primeira exchange global de créditos de carbono baseada em blockchain e com várias partes interessadas que representará transações de carbono com um valor superior a US$ 100 bilhões.

O vice-presidente executivo da diretoria estatutária da Empresa de Comércio e Indústria de Cingapura, Satvinder Singh, observou que espera que a demanda por EEUs cresça, dado o crescente foco na sustentabilidade. Ele também disse:

“A Enterprise Singapore está pronta para apoiar os fornecedores de soluções como a AirCarbon a crescerem em Cingapura e atender às necessidades das empresas de compensar suas emissões de carbono, a partir do setor de aviação.”

Como o Cointelegraph relatou no início de setembro, o Partido Democrata Livre da Alemanha quer pagar com criptomoeda quem remover dióxido de carbono e outros gases de efeito estufa da atmosfera.