Registro de terrenos do governo sueco logo realizará a primeira transação de imóveis usando Blockchain

A autoridade de propriedade do terreno da Suécia, o Lantmäteriet, logo deverá realizar sua primeira transação de imóveis com uso da tecnologia  Blockchain após dois anos de testes, informou o Wall Street Journal (WSJ), 7 de março.

O Lantmäteriet atualmente está pré-selecionando os voluntários para participar da compra e venda de imóveis em sua própria plataforma baseada no Blockchain. Mats Snäll, diretor digital do Lantmäteriet, disse ao WSJ que "do ponto de vista da tecnologia, estamos bem preparados".

O Lantmäteriet começou a testar a tecnologia Blockchain em 2016, completando sua segunda fase de testes em março de 2017. Em julho de 2017, o registro de terrenos sueco estava usando o Blockchain para registrar terrenos e imóveis na rede de Blockchain privada de uma startup sueca ChromaWay, mas numa"pequena" escala ", de acordo com Snäll.

Além da ChromaWay, o Lantmäteriet fez parceria com a empresa de telecomunicações Telia Co. AB e a empresa de consultoria Kairos Future para o projeto de desenvolvimento imobiliário Blockchain, informaram os relatórios do WSJ.

Mesmo que de acordo com o WSJ, o Lantmäteriet já funciona como um sistema "altamente digitalizado e sem papel", o tempo de assinar um contrato para registrar uma venda pode levar entre três a seis meses.

Com o sistema do Blockchain, “isso poderia ser feito em horas,” disse Jörgen Modin, arquiteto principal de soluções da ChromaWay, ao WSJ. Modin acrescentou que o comprador e o vendedor nem precisam estar localizados no país para que o acordo aconteça.

O WSJ relata que ainda existem obstáculos a serem superados na Suécia antes que o Blockchain possa ser adotado em larga escala para negócios com imóveis, em particular, que as assinaturas digitais para registrar ou comprar imóveis são atualmente ilegais de acordo com a legislação sueca.

Em setembro do ano passado, o Nasdaq dos EUA e o banco sueco SEB começaram a testar uma plataforma de negociação baseada em Blockchain para fundos mútuos.