Pesquisa indica que 25 milhões de norte-americanos devem comprar Bitcoin no ano que vem

A seguradora norte americana Nobl Insurance divulgou um novo estudo sobre detentores de criptomoedas nos Estados Unidos. O estudo abordou as preferências dos investidores e suas intenções de investir neste mercado no próximo ano.

A pesquisa foi realizada em maio de 2019, em preparação para o lançamento da nova companhia de seguros cripto, a Nobl CRYPTO.

A pesquisa destaca que o mercado de criptomoedas está crescendo e não mostra sinais de desaceleração. Entre 2018 e 2019, o mercado cresceu 42% e em maio de 2019 6.72 milhões de novos proprietários entraram no mercado.

O estudo sugere que cerca de 25 milhões de americanos estariam pensando em comprar criptomoedas nos próximos 12 meses. 37% dos detentores de criptomoedas possuem mais de US$ 5.000 de ativos e outros 8% detêm mais de US$ 50.000 em criptomoedas.

A pesquisa também mostra que apenas uma pequena parte dos investidores deixam suas criptomoedas offline. Apesar da perda de mais de US$ 1 bilhão em criptos por hacks só no ano passado, a pesquisa revela que apenas 10% mantêm sua moeda digital exclusivamente em carteiras frias offline. Outros 39% usam ambas, e surpreendentes 50% usam apenas uma carteira quente. 

Entre os gêneros, parece que o panorama está mudando. Apesar dos homens terem sido os primeiros a adotarem as criptomoedas, as mulheres agora representam 35% de todos os proprietários. O relatório destaca que 44% dos proprietários tinham mais de 35 anos.

O relatório revela uma série de percepções e tendências de propriedade, bem como os hábitos futuros de investimento em criptomoedas dos quatro principais estados: Nova York, Califórnia, Texas e Flórida - que representam 40% de todas as posses de criptomoedas no país. O estudo sugere o que os atuais proprietários e não-proprietários estão considerando comprar nos próximos 12 meses.

A pesquisa também abordou o tema da segurança de carteiras. 92% de todos os entrevistados, incluindo aqueles com apenas carteiras frias, acham atraente a idéia de seguro de carteiras quentes; 62% dos atuais proprietários, quando mostrados os benefícios do seguro, considerariam comprá-lo.

Comentando a pesquisa, Brandon Brown, CEO e co-fundador da nobl Insurance, disse:

"O mercado de criptografia não precisa de uma tecnologia de jogos melhor ou de um widget bacana - precisa de segurança! Não há uma única indústria que tenha resistido ao teste do tempo sem que a seguridade desempenhe um papel-chave em seus sucessos. Varejo, finanças, empréstimos e internet foram todos construídos com base na idéia de que seguros protegem investimentos, negócios e pessoas..."

O setor de seguros está mesmo se aproximando das criptomoedas e da blockchain. As vantagens oferecidas pela tecnologia está atraindo grandes empresas deste ramo. Como reportado pelo Cointelegraph, a Allianz Global Corporate & Speciality (AGCS) está desenvolvendo um ecossistema baseado em blockchain para facilitar os pagamentos de seguros internacionais para seus clientes corporativos.