Rede de supermercados Migros implementa rastreabilidade de alimentos baseada em blockchain

A Migros, maior rede de supermercados e varejo da Suíça, está adotando a tecnologia blockchain para manter o controle sobre sua cadeia de fornecimento de alimentos.

A Migros anunciou a integração do sistema de rastreabilidade de alimentos baseado em blockchain da TE-Food, 29 de agosto. Embora muitas empresas do varejo incorporem esses sistemas para fornecer informações transparentes aos clientes, a Migros adota a tecnologia com objetivo de otimizar processos e fornecer maior valor.

Otimização a partir da idéia de uma cadeia de suprimentos mais profunda

Segundo o anúncio, a Migros espera que a nova iniciativa possa trazer mais benefícios, além de oferecer transparência aos clientes. Em vez disso, a rede de supermercados espera que a nova plataforma agregue mais valor à marca, permitindo recalls de produtos mais fáceis e melhor controle da cadeia de suprimentos, por exemplo.

Espera-se também que a otimização da cadeia de suprimentos leve a uma distribuição mais eficiente e menor desperdício de alimentos, seguindo os objetivos assumidos com a Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos.

Parceria expande funções de rastreabilidade

A implementação do sistema TE-FOOD nas cadeias de suprimentos de frutas e vegetais frescos da Migros expandirá as funcionalidades de seus sistemas existentes.

Os fornecedores de alimentos frescos já tinham a possibilidade de inserir dados de rastreabilidade por meio de uma API baseada em padrões GS1. Agora, a Migros quer estender esses recursos através de um aplicativo móvel e web business-to-business com funcionalidade de upload de arquivos.

O projeto foi desenvolvido para ser um processo estritamente interno e, atualmente, não há planos para abri-lo aos consumidores.

A TE-Food é uma das várias empresas que oferecem serviços de rastreabilidade da cadeia de suprimentos baseados em blockchain para a indústria alimentícia.