Pesquisa indica que super-ricos indianos preferem o Bitcoin em detrimento das altcoins para investimento

Os indivíduos de alto patrimônio líquido (HNIs) da Índia têm maior probabilidade de investir em Bitcoin do que em outras criptomoedas, de acordo com uma nova pesquisa da Huru India, informou a FinancialExpress em 30 de agosto.

As moedas digitais foram a quarta classe de ativos em ordem de preferência no geral, embora quase metade dos entrevistados sequer soubesse o que são criptomoedas.

Um décimo dos indianos milionários planeja investir em cripto

Dos HNIs indianos pesquisados, cerca de 10% disseram que pretendiam investir em criptomoeda nos próximos três anos.

Isso faz da moeda digital a quarta classe de ativos em ordem de preferência. O setor imobiliário é, sem surpresa, o principal ativo, seguido por ações e ativos de renda fixa.

Porém, quase metade dos que responderam indicaram que não sabiam muito sobre moeda virtual.

Entre os que sabem, a preferência é pelo Bitcoin

Dos entrevistados que sabiam o que era uma criptomoeda, quase 30% declararou preferir investir em Bitcoin (BTC). Outros 9% preferiram o Ether (ETH) como investimento, com 7% indicando uma preferência pelo XRP.

As autoridades indianas mantêm um tumultuado relacionamento contínuo com a criptomoeda. Como reportado pelo Cointelegraph na semana passada, o Supremo Tribunal indiano está perdendo a paciência com o Banco Central.

O tribunal deu ao banco apenas duas semanas para justificar a proibição de atendendimento às empresas de cripto que o BC impôs em julho de 2018.