De Repente o NEM, Também Conhecido Como “Ethereum Chinês” Subiu 376%: Razões & Tendências

NEO, anteriormente Antshares, cresceu mais de 350% neste mês. A empresa é conhecida por ter construído o primeiro Blockchain público da China e por trabalhar em uma tecnologia de contrato inteligente que é comparável à do Ethereum.

No momento da redação deste artigo, o NEO tem uma capitalização de mercado de US$ 1,3 bilhão. Isso é cerca de 50 vezes menos que o Bitcoin e 20 vezes menor que o Ethereum.

Renomeio

Em uma reunião na sede da Microsoft em Pequim, a Antshares anunciou que seria renomeada para NEO anunciou que seria renomeada para NEO no terceiro trimestre de 2017.

Este nome foi escolhido porque significa 'novo' em grego. O processo de renomeio foi recentemente concluído e elegantemente executado por Da Hongfei, o CEO da organização.

É importante notar que também foi surpreendentemente bem recebido pela comunidade e foi um passo crucial para a organização se posicionar como líder na economia inteligente da China.

Economia inteligente

Os desenvolvedores do NEO anunciaram recentemente que estão trabalhando na implementação de funcionalidades básicas que tornarão sua tecnologia pronta para uma economia inteligente. No futuro próximo, o NEO Blockchain servirá para assinalar recursos, criar contratos inteligentes e construir identidades digitais.

Enquanto os contratos inteligentes Ethereum só podem ser codificados em Solidity, o NEO oferece suporte a mais linguagens de programação.

Atualmente, a máquina virtual NEO oferece suporte a linguagens como C# e Java. Isso reduz maciçamente as barreiras de entrada, uma vez que os programadores não precisam aprender uma nova linguagem de programação para trabalhar com a tecnologia da NEO.

Encontro de Tóquio

Juntamente com a China e a Coreia, o Japão está entre os países com maior volume de criptomoeda na Ásia. Suas transações diárias empatam, e às vezes até superam, as dos Estados Unidos.

Portanto, foi um marco importante no roteiro do NEO atender diversas reuniões em Tóquio, a capital do Japão.

No último encontro, que ocorreu no dia 10 de agosto, Da Hongfei apresentou brevemente o NEO e explicou o potencial de contratos inteligentes e a digitalização de ativos. Após a apresentação de 50 minutos concluída, houve uma sessão Q e A (Perguntas e Respostas).

Algumas das observações mais interessantes da equipe foram que a organização planeja descentralizar o NEO ainda mais e que os investidores não terão que pagar o GAS ao participar de vendas de token.

Parcerias Blockchain

Como o NEO reprogramou com sucesso e atualizou sua tecnologia básica, várias empresas de Blockchain se juntaram ao ecossistema da organização.

Empresas como a CoinDash, a Bancor e a Agrello se juntaram ao grupo dos primeiros adotantes. O tempo dirá se o NEO consegue estabelecer uma iniciativa similar à Enterprise Ethereum Alliance.

China como mercado

A China é um país conhecido por desenvolver seus próprios serviços e tecnologias. Seus cidadãos raramente adotam aqueles provenientes de países ocidentais.

Isso pode ser observado em plataformas como o Baidu (mecanismo de pesquisa), Weibo (rede social) e WeChat (aplicativo de bate-papo). Essas empresas dominam completamente seus respectivos setores e não deixam espaço para concorrentes como Google, Facebook ou WhatsApp.

Podemos ver uma situação semelhante na adoção do Blockchain também. Se for esse o caso, então o NEO provavelmente encontrará uma vida mais fácil do que o Ethereum construir um seguimento na China.


Siga-nos no Facebook