Stellar quer retirar inflação de seu protocolo, já que ela não atende mais seu propósito

O protocolo da criptomoeda Stellar (XLM) anunciou que pretende remover seu recurso de inflação em uma próxima atualização.

De acordo com a publicação no blog da Stellar Development Foundation (SDF), publicada em 30 de setembro, os desenvolvedores desejam descartar a ferramenta de inflação, que eles dizem que agora oferece pouca funcionalidade aos participantes da rede.

Usuários vao votar se haverá remoção da inflação

De acordo com a postagem do blog, a nova atualização do protocolo, a versão 12, não deve mais incluir o recurso, com uma votação tendo o objetivo de obter consenso. A postagem diz:

"Depois de ouvir o que todos tinham a dizer e avaliar os prós e os contras, eis o que a SDF está pedindo aos validadores que considerem: achamos que é uma boa ideia desativar o atual mecanismo de inflação. Implementamos uma alteração na versão 12 do núcleo do Stellar que faria exatamente isso e incentivamos os validadores a votar para aceitá-la."

Os validadores de rede terão até 28 de outubro para instalar a nova versão 12, quando os desenvolvedores analisarão os resultados.

Fundos de inflação não atingiram o objetivo pretendido

A Stellar incluiu originalmente a ferramenta de inflação para que os projetos obtivessem fundos extras com pagamentos da comunidade. Desde 2014 no entanto, a situação mudou e o plano original não teve sucesso no mundo real. A SDF acrescenta:

"Cinco anos e vários milhões de contas depois, fica claro que a inflação não serve a esse propósito. Em vez de mandar a inflação para projetos baseados em Stellar, a maioria dos usuários se junta a grupos para reivindicar essa inflação para si - quando eles sequer definem o destino da inflação.”

Caso a proposta para remover a inflação fracasse, a versão 13 do protocolo Stellar - sendo ela própria objeto de um voto de toda a comunidade - voltará a incluí-la.

O preço do XLM parecia ambivalente ao conceito no momento, tendo ganhos modestos como parte de um ressurgimento mais amplo de criptomoedas na terça-feira.

Como o Cointelegraph informou em 9 de setembro, o Stellar confirmou um airdrop de US$ 120 milhões em conjunto com o aplicativo criptografado de mensagens Keybase.