Empresa focada em Stellar adquire uma startup blockchain Chain baseada em Visa

A Chain foi adquirida pela Lightyear, empresa focada no Stellar, informou a Reuters hoje, em 10 de setembro.

O CEO da Chain, Adam Ludwin, disse à Reuters que uma nova companhia, apelidada de Interstellar, "migrará" a rede de clientes e produtos existentes da Chain para o blockchain pública global do Stellar, com o objetivo de criar uma nova plataforma pública de gerenciamento de ativos digitais:

“Estávamos procurando uma maneira de ajudar nossos clientes a mover os projetos em que estivemos trabalhando de uma rede privada para uma pública”.

Ludwin explicou que a decisão ocorre quando a empresa julga que a base de clientes da Chain é mais receptiva ao blockchain sem permissão do que antes:

“Quando começamos há alguns anos, nossos clientes não estavam preparados para uma rede pública. Avançando para três anos, sua disposição aumentou e a maturidade das redes públicas mudou muito ”.

Embora os detalhes financeiros da aquisição da Lightyear permaneçam não revelados, o acordo teria fechado na semana passada, após um período de negociações iniciado no final de 2017. Segundo a Reuters, a Chain havia anteriormente arrecadado mais de US $ 40 milhões para desenvolver sua infraestrutura de blockchain de serviços financeiros de investidores que incluiu Visa, Citi Ventures e Nasdaq.

Tanto a Chain quanto a Lightyear cederão suas marcas para este projeto para a recém-formada Interstellar, com Ludwin atuando como CEO e Jed McCaleb - co-fundador da Stellar Development Foundation e da Lightyear - atuando como CTO da Interstellar.

Alegadamente, a empresa empregará uma equipe de 60 pessoas em sua sede em San Francisco e no escritório da cidade de Nova Iorque. Seus produtos incluirão o recém-anunciado mercado de ativos digitais baseado em Stellar, "StellarX", que ainda está em fase beta.

De acordo com uma postagem no blog do Stellar, a Lightyear é uma empresa com fins lucrativos criada para “permitir que entidades financeiras com visão de futuro se juntem facilmente ao ecossistema Stellar”.

Como a Cointelegraph informou, a IBM acaba de trazer sua rede de pagamentos Blockchain World Wire (BWW) baseada em Stellar para fora do beta, com o objetivo de facilitar acordos internacionais entre bancos em "quase tempo real".